Internacional

Michelle Obama comenta entrevista de Harry e Meghan Markle: "Rezo para que haja perdão"

Michelle Obama espera que os Duques de Sussex consigam reconciliar-se com a família real, depois da conversa reveladora com Oprah Winfrey.

A ex-primeira-dama norte-americana Michelle Obama falou ao Access Hollywood sobre a repercussão da polémica entrevista de Meghan Markle e do príncipe Harry, concedida à apresentadora Oprah Winfrey.

Michelle Obama mostrou-se solidária com os Duques de Sussex e sublinhou que espera que os pais de Archie consigam reconciliar-se com a família real britânica.

"Quando penso em tudo o que estão a passar, penso na importância da família e rezo para que haja perdão, para que haja clareza de pensamentos e amor, e para que consigam resolver a situação a tempo, porque não há nada mais importante do que a família", afirmou a advogada.

Em outra entrevista, concedida à CBS News, a mulher de Barack Obama considerou "desoladoras" as acusações de racismo contra a família real, mas não se mostrou surpresa com as declarações de Meghan Markle sobre racismo no seio da família real.

"Como já disse antes, a raça não é uma construção nova para as pessoas de cor, por isso, não foi, totalmente, surpreendente ouvi-la falar dos seus sentimentos", afirmou Michelle Obama, acrescentando:  "Foi desolador ouvir a forma como ela se sentia no seio da própria família, que pensava de uma forma diferente."

Recorde-se que Michelle Obama foi entrevistada por Meghan Markle para a edição britânica da Vogue, em 2019, altura em que as duas mulheres se tornaram ainda mais próximas.

O casal Obama já mantinha uma relação estreita com o príncipe Harry há vários anos. Em 2015, os três promoveram os Invictus Games, um evento multidesportivo internacional que foi criado pelo príncipe, para os veteranos de guerra.

Veja, abaixo, as declarações de Michelle Obama sobre a entrevista de Meghan Markle e do príncipe Harry concedida à apresentadora Oprah Winfrey.

Relacionados