urlvisit

Pedro Soá revela o que faria de diferente no "Big Brother": "O Diogo ter-me-ia feito falta"

Pedro Soá: «Tenho recebido imensas mensagens de apoio»
Pedro Soá: «Tenho recebido imensas mensagens de apoio»
Pedro Soá: «O maior erro foi eu ter sido líder naquela semana»
Pedro Soá: «Eu sou uma pessoa muito controlada porque eu uso a argumentação»
Pedro Soá: «Nunca na vida teria agredido a Teresa»
Pedro Soá: «Pediram-me para apagar vários fogos lá dentro»

Em conversa com Manuel Luís Goucha, Pedro Soá fez o balanço da experiência no "Big Brother" e contou o que faria de diferente.

Confrontado com a imagem negativa com que ficou cá fora - ao contrário do que pensava, quando estava dentro da casa - Pedro Soá, o concorrente expulso por conduta agressiva, justificou o comportamento por se sentir "demasiado pressionado", com o confinamento de 14 dias do BB Zoom, antes de entrar casa mais vigiada do país.

Manuel Luís Goucha aproveitou para saber o que o ex-concorrente faria de diferente, no decorrer da entrevista.

Quanto ao feedback negativo, quando saiu da casa, o ex-concorrente mostrou-se pouco importado: "Não foi um choque, porque eu percebi o comportamento que tive menos bom lá dentro". Pedro Soá garante, ainda, que foi ele quem resolveu várias situações dentro da casa, nomeadamente, convencendo Sónia a não desistir do programa, e que isso também o esgotou: "Pediram-me para apagar vários fogos".

Mas, para o empresário de 45 anos, o que o prejudicou foi o papel de liderança: "O maior erro foi eu ter sido líder naquela semana".

Quanto ao que faria de diferente, confessa que teria tido mais calma e teria sido mais ponderado, ressalvando: ""Se calhar, o Diogo teria-me feito falta, nessa altura".


No entanto, e ainda que não se tenha conhecido esse lado de Pedro Soá no reality show, o concorrente garante: "Eu sou uma pessoa muito controlada, porque uso a argumentação."

Houve tempo para se saber se o ex-concorrente era capaz de voltar à casa, ao que Pedro Soá responde, sem hesitação, que sim: "Voltava outra vez, com outra forma de estar [...] A partir de hoje, vou ser diferente em muitas coisas. Não ser tão frio, dar mais valor à pessoa que tenho ao meu lado [...] Foi bom conviver com outras pessoas. Cá fora, por exemplo, nunca iria conviver com uma Sónia, ou um Rui, que são realidades distantes"

Assistta, agora, aos vídeos.