urlvisit
SELFIE TAROT

Horóscopo: saiba as previsões do Tarot para esta semana (31 de maio a 6 de junho)

Vera Xavier
LifeCoach & Tarot
Tarot

Veja as previsões do horóscopo para os diferentes signos, interpretadas por Vera Xavier LifeCoach & Tarot, para a semana de 31 de maio a 6 de junho

CARNEIRO - Rainha de Copas

Todos os tipos de laços afetivos têm crises. É natural. A convivência provoca desgaste. Nos casamentos, temos a famosa crise dos sete anos, depois, a dos dez, a dos 14… Bom, agora, também, temos as dos três meses, dos seis meses… Comemorar um ano de casamento/ajuntamento é, por si só, motivo de festejo! Mas será que este fenómeno tem só a ver com a emancipação da mulher? Não, pode ter a ver com a desistência. 

Vivemos num mundo cheio de facilidades, onde trocar de parceiro, de emprego ou de carro é mais ou menos a mesma coisa. A facilidade com que nós fugimos da dor e dissimulamos e calamos os nossos sentimentos é, no mínimo, perturbadora. A maneira como se acabam alguns relacionamentos é para lá de inimaginável e cobarde.

Mas que o amor existe, existe e existirá, sempre! Existe para ser vivido, existe para ser experimentado e partilhado; pobres daqueles que passam a vida a fugir dele… O que será que vão contar aos netos?

Sim, não é fácil amar, requer fazer cedências, sacrifícios, implica momentos de dor, de tristeza, até de desespero, mas há também a partilha, o companheirismo, o apoio, o respeito. 

Se sente amor, se ainda sente amor, lute (desde que ainda haja respeito e reciprocidade, de outra forma já não é amor), lute e lute, mais um pouco! Se há algo por que vale a pena lutar é por este sentimento sublime. Tudo o resto são acessórios. Se sente que as suas emoções poderão estar num emaranhado, retire-se e fique a sós, por alguns momentos, diariamente. 

Use a sua mente racional para contrabalançar a mente emocional que pode estar a misturar verdades e inverdades. Este equilíbrio ajudará a fazer as suas escolhas e restabelecer alguma ordem na sua vida.

TOURO - 8 de Ouros

"Eu decidi recomeçar a minha história. Entretanto, preferi substituir o 'era uma vez' por 'e desta vez'."

Ter força para começar, para nos atirarmos para a frente. É sobre esta força que fala este arcano. Sofremos uma perda... Dói imenso! Há que passar pelo processo de luto. Há que chorar, berrar, maldizer a vida, etc. Não há prazos para isso. Cada um tem o seu ritmo. 

A questão é a fase seguinte. É tão importante a fase seguinte. Ficamos na vibração do sofrimento por anos ou aceitamos que tudo faz parte do nosso processo evolutivo? Será melhor mirrar até desaparecer face a um novo desafio ou será melhor sofrer por ter ousado agir? Qual das duas opções escolheria? Sim, existe gente que prefere jogar sempre, e apenas, pelo seguro, seja no trabalho ou no amor, acomodando-se ao que tem - seja isso suficiente ou não. 

Exemplo: "Este não é o meu emprego de sonho, mas, pelo menos, tenho um." Certo, é bom dar valor ao que tem, mas por que raio é que não vai, simultaneamente, tentando encontrar o seu emprego de sonho? Arriscar faz parte do verbo "viver"!

O 8 de Ouros está ligado a inícios de projetos, de trajetos profissionais ou amorosos. Seja o que for, tenha atenção, pois o início de algo é a fase mais frágil. Tenha em mente que deverá lidar sempre com delicadeza e honestidade em qualquer que seja o evento. Pois é: algo novo poderá nascer em breve.

GÉMEOS - A Tentação

"Que cada um de vós seja um espelho do vosso irmão; se nele notais um vício, alertai-o, para que dele se liberte." (Textos Islâmicos)

Pois é, mas será que eles nos ouvem? Muitas vezes, não. Por que será? Talvez seja por medo/defesa ou pela maneira como essa opinião é expressa. Nem sempre conseguimos transmitir o que queremos da melhor maneira. 

O que é grave é que, muitas vezes, já nem damos por isso. Já não percebemos que o tom de voz é acusatório ou, até, hostil. Vamo-nos pôr na situação deles e ouçamos o que dizemos… O tom e a escolha de palavras nem sempre são felizes.

Connosco, acontece o mesmo: as críticas de que somos alvo são (aparentemente) destrutivas e apenas têm o intuito de nos magoar, mas nem sempre é essa a intenção e é isso mesmo que temos que aprender a distinguir. 

A Tentação refere-se, muitas vezes, aos nossos apegos, quaisquer dependências que sejam, sejam eles do corpo ou da mente. Cada vez que reconhecemos, em nós, um ponto fraco devemos corrigi-lo e não seguir o caminho mais fácil que é, apenas, ignorá-lo. 

Algo pode estar a escurecer a sua mente e, consequentemente, a sua alma. É fundamental que se aperceba do que poderá ser. Todos merecemos viver na Luz e não na escuridão.

CARANGUEJO - O Louco

Recomeçar, sempre! Parar à espera que algo mágico aconteça… hum, não. Portanto, a opção é tentar outra e outra vez. 

A questão é que perdemos muito do nosso tempo e energia às voltas com o que passou. Não conseguimos nos libertar daquilo que achamos serem fracassos. Mas será que são? E se víssemos essas memórias como episódios que nos vieram mostrar que somos mais resilientes do que imaginávamos?

O Louco fala de uma fase de possibilidades/oportunidades que poderá trazer consigo momentos de escolhas complexas de gerir. 

Está na hora de exercer o seu direito de liberdade e de escolha, mas em equilíbrio. Com isto, não se pede que a sua escolha seja racional, emocional ou intuitiva, apenas se pede que tenha plena noção do que está a escolher e de tudo o que poderá advir dessa escolha. 

O caminho escolhido, seja ele qual for, deverá surgir de uma escolha lúcida e serena. Seja no trabalho, ou na vida pessoal, O Louco pede-lhe que tente uma abordagem menos convencional e mais criativa. Sim, existem alturas em que os conselhos alheios e métodos alheios nos podem ajudar, mas há outras em que não. Pense por si. Aja por si.

LEÃO - Rei de Copas 

"A consciência é parecida com o mar. Por mais violenta que seja a tempestade à superfície, o fundo permanece calmo." (Victor Hugo)

O Rei de Copas vem trazer o que poderá ser uma fase mais amorosa, fazendo com que os assuntos do coração fiquem em evidência. Sim, há tempo para tudo. Há tempo para lutar, descansar, criar e para dar novos passos. 

Dentro de todas estas fases, também, deve haver tempo para amar. Isto só depende de nós! Como sabe bem uma boa sessão de mimos, depois de um cansativo dia de trabalho, verdade?

Seja com a família, com os amigos ou com a "tampa da sua panela", está na hora de se dedicar à mimalhice, pois só assim estreitará os laços e fará nutrir e crescer sentimentos. Dê um pouco mais de si. Essa é a chave do Amor autêntico! 

A edificação de um relacionamento forte (seja ele de amizade ou amoroso) e com futuro demora o seu tempo e necessita de uma honesta entrega. Temos que nos entregar sem medo de "cair" e se, eventualmente, cairmos, é bom pensarmos que tentou o seu melhor e que há sempre outras oportunidades na vida.

VIRGEM - 6 de Ouros

"O latim generosus designa o homem ou animal que é de boa raça. Portanto, 'generoso' é, antes de tudo, aquele que é de raça nobre e, no sentido figurado ou moral, aquele que demonstra grandeza de alma." (René Descartes)

O que é que o ser humano tem de melhor? Teoricamente, temos o poder do livre-arbítrio e o domínio sobre as nossas vontades/emoções. O livre-arbítrio faz de nós pequenos deuses, em potencial, donos do nosso próprio destino. 

Um ser generoso é aquele que faz bom uso destas duas "ferramentas" e que nunca desiste de fazer o que acha correto, independentemente do facto de poder estar a remar contra a maré - leia-se "sociedade".

O 6 de Ouros vem falar disso mesmo: de generosidade. Da generosidade para consigo e para com as suas ideias e paixões. Tem-lhes dado a atenção e as oportunidades devidas? Quando conseguimos ser generosas/os connosco, tornamo-nos mais criativos e mais conscientes de que somos livres, logo, mais felizes.

BALANÇA - Rainha de Ouros

A Rainha de Ouros é generosa e maternal, às vezes, exagera um pouco no controlo, mas fá-lo com a melhor das intenções. Ela acaba por nunca descansar ou relaxar, porque anda sempre preocupada com o bem-estar dos outros. Pois, mas isto é sintomático de que algo não está bem com ela própria.

Por que é que ela não se dá importância? Por que é que há essa tentaçãozinha de desistir de si mesma/o (figurativamente falando)? Vemos, muitas vezes, este comportamento nas nossas mães - mas não só - e elas viram esses comportamentos nas nossas avós. Porém, isto não tem de ser hereditário. Não temos de ser assim ou de vir a ser assim. 

Todos os padrões de comportamentos podem ser quebrados. Como? Estando muito atentas aos sinais. Bom, o conselho para esta semana é: dispa a indumentária de mulher/homem profissional, quando chega a casa, e dedique-se ao outro lado da vida, de corpo e alma. Para isso, basta que reorganize a sua agenda e não deixe que nenhum dos campos se misture ou assuma excessiva importância. As várias áreas de vida são fundamentais e, por isso mesmo, devem ser sensatamente equidistantes.   

ESCORPIÃO - O Dependurado

"Nós podemos escolher a coragem ou o conforto. Raramente, conseguimos conciliar ambas." (Brené Brown)

O Dependurado é uma carta de imobilidade, de impasse, de fazer uma paragem, porque não se sabe como agir perante algum obstáculo ou… pseudo-obstáculo. 

Esta é a lâmina das dúvidas, sejam elas mais pragmáticas ou espirituais. Perguntas, como "estou no caminho certo?" ou "estarei a lidar bem com esta situação?", poderão vir à superfície, durante esta fase, o que é ótimo, porque daí vem uma nova fase de maturidade. Questionar deveria fazer parte do nosso dia-a-dia. Bom, sem que se tornasse obsessivo, claro está.  

O conselho deste arcano é que analise de forma mais equilibrada o que se passa. Veja as situações de outra perspetiva. Como sabe, a nossa está muito viciada. Silencie o ruído à sua volta, por agora, até se sentir mais segura/o.

Então, quando surgir algum conflito entre si e a sua família ou "cara-metade", inverta os papéis e perceba se está de facto a ser justa/o. Não é fácil este exercício, mas é importantíssimo.

SAGITÁRIO - Cavaleiro de Paus

"O ponto de virada no processo de crescimento é quando descobrimos o centro da força dentro de nós mesmos, que sobrevive a qualquer sofrimento." (Max Lerner) Fortíssima esta citação, não é?

Por mais que a vida tenha sido, ou ainda seja, dura, a verdade é que nada pode aniquilar a nossa força interior, a nossa essência, a não ser nós mesmos, rendendo-nos às circunstâncias, por exemplo.

Se sente que está numa fase de vida monótona, esta lâmina diz que pode esperar alguma animação. É natural que, sob esta influência, se sinta mais entusiasmado, em termos profissionais, mas não só. O Cavaleiro de Fogo traz essa sacudidela que tantas vezes precisamos, para sair do mais do mesmo.

E como não é só de 'pão' que vive o homem, eis que os amores também podem animar. Está disponível para uma nova fase? Tem a certeza? Se está, ótimo, porque, acima de tudo, essa nova etapa de vida deve ser divertida, amorosa e plena. Já que é para pedir, então, pedimos tudo, não é?! É!

CAPRICÓRNIO - 2 de Espadas

No livro Verónica Decide Morrer, de Paulo Coelho, a personagem principal é uma jovem que perde a vontade de viver e acaba num hospício e, aí, ela vivencia uma experiência como "louca". Ela liberta-se de amarras - psíquicas e sociais -, dos preconceitos, e age naturalmente. Grita, se lhe apetece; chora, quando quer e analisa os outros, numa perspetiva totalmente nova e livre. No fim desta fortíssima experiência, ela apercebe-se de que viver é uma dádiva e que há sempre alternativas, mesmo quando tudo parece perdido. 

Todos passamos por estas fases. A diferença é como as vivemos, como as sentimos e ultrapassamos. Não há nada de errado em termos surtos, sabe porquê? Porque nós acumulamos muito lixo, muita tralha que não reciclamos. Ora, se não tivermos, de quando em vez, um rasgo de loucura, aí é que enlouquecemos de vez. Que estes surtos não magoem ninguém, sim? Nem a nós mesmos. 

AQUÁRIO - 2 de Copas

"Em caso de te teres esquecido, eu relembro que tu importas, tu és amada/o, tu és merecedor/a do melhor e és mágico/a!" 

Vai apaixonar-se, esta semana? A tendência é essa, com esta linda carta a regê-lo. Esteja recetiva/o a novas amizades, a novos conhecimentos.

O 2 de Copas é uma das cartas mais bonitas dos arcanos menores, falando sobre romances, inícios e, eventualmente, de reconciliações. Se algo não está bem neste "departamento", esta lâmina diz que, com confiança, romantismo e gestos empáticos e de ternura as coisas podem resolver-se. 

Um bonito ramo de flores? Hum, pode ser uma singela rosa, também. Costuma ajudar… 

Há quanto tempo não faz uma surpresa bonita à pessoa que faz o seu coração bater mais rápido? Há quanto tempo não lhe diz que a/o ama? 

Se se sente carente, por que não lhe diz? Que mania que nós temos de que os outros têm de adivinhar as nossas necessidades e, depois, ficamos tristes, porque ela/e não percebe. Isto é muito típico do ser humano. Mostre que quer mimos! Indo ainda mais a fundo, nós sabemos que temos que nos nutrir a nós mesmos primeiro, certo?

PEIXES - Pajem de Espadas

"Se o teu foco estiver na dor, vais continuar a sofrer; se o teu foco estiver na lição, vais continuar a crescer."

Compreendemos mal a vida… tão mal. Por que é que a compreendemos mal? Porque vemos as situações, as circunstâncias, apenas a partir do nosso ponto de vista, que é profundamente limitado. É-nos difícil compreender a verdade dos outros, porque estamos demasiado ocupados com a nossa autopreservação, com as muralhas que, ano após ano, fomos construindo. 

A cada queda, a cada "perda", fomos colocando mais e mais pedras, elevando, gradativamente, a muralha que nos isola, a muralha que nos traz uma enorme solidão. Quando achamos que o mundo está todo errado e que todos estão errados, algo de sério se passa connosco…

Não pode ser assim, é demasiado fácil e redutor. Reduzir a vivência a isto é tremendamente pobre e inconsequente. Demonstra, acima de tudo, que, tristemente, pouco temos aprendido. 

O que acontece, quando nos fechamos? Acontece que não aprendemos nada; não sentimos nada; não partilhamos nada; não vivemos! Pergunto: será essa a nossa missão?

O Pajem de Espadas pede que repense a sua estratégia de vida, o seu modo de vida. O que o move neste momento? O que é que lhe dá prazer? O que é que quer atingir? Vamos, Peixinho, vamos caminhar, vamos sair do mais do mesmo, porque o que está lá à frente é bem melhor. Claro que é!