urlvisit
SELFIE TAROT

Horóscopo: saiba as previsões do Tarot para esta semana (17 a 23 de maio)

Vera Xavier
LifeCoach & Tarot
Tarot

Veja as previsões do horóscopo para os diferentes signos, interpretadas por Vera Xavier LifeCoach & Tarot, para a semana de 17 a 23 de maio.

CARNEIRO - 10 de Paus

"Durante muitos anos, esperamos encontrar alguém que nos compreenda, alguém que nos aceite como somos, capaz de nos oferecer felicidade apesar das duras provas. Apenas, ontem, descobri que esse alguém mágico é o rosto que vemos no espelho." (Richard Bach)

Apesar de não haver fórmulas mágicas, uma coisa é certa, só podemos ser felizes se nos libertarmos da carga que carregamos às costas, permanentemente.  

Sabemos até, de forma consciente ou não, que há tralha dessa que é escusadinha. Não serve de nada a não ser cansar-nos e, quando cansados, vários dos nossos melhores atributos desaparecem: a inteligência, o discernimento, a criatividade, etc. 

Há de facto dias em que, Deus nos livre, parece que carregamos o mundo às costas. 

Esta semana pode ser uma dessas. 

O que fazer quando estamos assim mais frágeis? Nada! Ou seja, em vez de tomarmos decisões influenciadas pelo cansaço/desespero, temos sempre a opção de não fazer nada. Amanhã, também é dia e, se nos sentirmos melhor, então, podemos tomar decisões conscientes e ponderadas. 

A pressão que a sociedade nos impõe, que impõe, fá-lo porque nós permitimos, verdade? Somos ou não somos seres livres? 

Conselho da semana: Aja só quando sentir que é o momento certo.


TOURO - A Morte

"Quando ela se transformou numa borboleta, a lagarta não elogiou a sua beleza, em vez disso falou do quão ela estava estranha. Assim, disseram as outras lagartas: 'Volta a ser o que eras!' Mas a borboleta congratulou-se pelas suas asas e voou."

Mudanças, mudanças, mudanças. Vamos a elas?

Esta lâmina indica que algo poderá estar menos bem ou menos harmonioso na sua vida. 

Seria importante que não deixasse que determinadas situações se arrastassem, principalmente, se estiverem a tirar-lhe as forças ou a deixarem-na/o infeliz ou doente.

Pode ser difícil transformar uma situação, mas é possível quando os intervenientes fazem a sua parte. 

Para além de que pode ser, também - e quase sempre é - muito libertador.  Isto porque se tem consciência de que se fez algo pela Vida e que não nos deixamos apenas ficar no marasmo. 

É preciso avaliar a vida para, depois, mudar é o que aconselha A Morte. 

Então não deixe cair os braços, levante a cabeça e lute! Está cansada/o? De quê, de lutar? E então vai desistir?!

GÉMEOS - 8 de Ouros

Ainda há enraizado em nós mulheres que a resposta para tudo, nomeadamente para uma vida segura, é um homem. Lady Di disse: 'Um homem não nos trará a realização. Um trabalho com que nos identificamos, em que nos damos inteiras, isso sim, trará inteireza.'

Ambos os 'setores' são importantes. E mais, podemos conseguir alcançar o sucesso num e no outro tema. Isso seria o ideal. 

Mas a sensação de fazermos algo importante - seja pequeno ou grande - que ajudará alguém, o nosso bairro, o nosso país ou o mundo, tenho para mim que a sensação de plenitude é mais fácil de se sentir. 

Talento e vontade produzem uma mistura bombástica que elevará a nossa probabilidade de vencer qualquer demanda. Até porque - como sabemos - o que não falta por aí são talentos perdidos, frustrados e amargurados. Por norma, estes talentos desistiram à primeira ou nem tentaram coisíssima nenhuma. Não queremos fazer parte deste grupo; é que não mesmo!

Bom, então, o 8 de Ouros vem abençoar os começos e recomeços, sejam de projetos profissionais ou amorosos, dizendo que a 'sorte' poderá estar do seu lado. 

Porém, é importante que não deixemos de trabalhar nas 'circunstâncias' para dar um empurrãozinho, para que a nossa aventura terrena seja mais do que positiva, seja alegre, excelsa!

CARANGUEJO - 3 de Copas

"Ah, memória, inimiga mortal do meu repouso." (Miguel Cervantes, em "D. Quixote") [Adoro!]

É curioso perceber como a nossa memória funciona… ou não funciona. 

Ela agarra-se aos momentos mais desafiantes e dolorosos que vivemos e, com relativa facilidade, esquece os prazeirosos. A nossa mente precisa de muito trabalho, de muita dedicação e cura. 

Esta lâmina fala de purificação e de renascimento. Que é como quem diz que pode vir a tornar-se numa nova pessoa depois de se livrar desse peso que traz no peito, nas costas, em todo o lado.

A amargura do passado e a ansiedade do futuro prejudica-nos de tal maneira que, às vezes, os danos são irreparáveis. 

E note que isso faz com que não vivamos o momento presente que é o que, de facto, temos agora. Hipotecamos o futuro porque não valorizamos o presente. Isto não é muito racional, pois não? Quantas e quantas relações ficaram para trás por causa deste padrão comportamental?

O 3 de copas é uma lâmina de festejos - sim, o SCP é campeão!!! -  e a pergunta que lhe faço é: "O que tem para comemorar? A sua saúde? A sua família? A sua beleza? O seu emprego? O ar que respira?" Todos, sem exceção, temos o que agradecer. 

Sinta essa gratidão e verá que a sua vibração se transforma eleva. Sinta o chakra do coração expandir! É tão bom. 

Agradeça todos os dias algo e partilhe essa gratidão com os seus. 

Reúna a família e amigos e comemore o dom da vida… até porque, depois, do que passámos e estamos a passar - a pandemia ainda não está controlada - nós merecemos estes bons momentos. 

LEÃO - A Roda da Fortuna 

"O destino conduz o que consente e arrasta o que resiste." (Séneca)

Este axioma traduz, maravilhosamente, a essência da Roda da Fortuna.

O Arcano X indica que algo inesperado poderá acontecer, dando início a um novo ciclo de vida/aprendizagem. Não resista ou leva pancadinha da dura!

Poucas são as mudanças que ocorrem sem contratempos, até mesmo do pior para o melhor. Sempre que saímos da nossa zona de conforto (daquilo a que estamos habituados) e nos deparamos com o desconhecido, a ansiedade cresce e as inseguranças tomam conta de nós criando 'monstros' quando, afinal, não passam de imagens distorcidas por esse grande castrador que é o medo.

É por tudo isto que esta lâmina a/o aconselha a encontrar tempo para si e para processar as novidades que têm aparecido no seu interior e/ou na sua vida terrena e, como aconselha Séneca, deixe-se ir para não apanhar escusadamente.

VIRGEM - 3 de Ouros

"Com tudo o que já passámos, com as perdas já sofridas, com as desilusões a acumularem-se, se ainda estamos de pé e na Luz, então, meus senhores, somos uns heróis!" (VX)

Jamais percamos a confiança em nós mesmas/os e nas nossas capacidades, pois esse é o caminho para a auto-realização, tanto no plano material, como espiritual. 

A autoconfiança é um dos pilares mais importantes da nossa estrutura e ele é, ou deveria ser, forte e inabalável. Esta confiança nada tem a ver com arrogância nem com intolerância, é diametralmente oposto. A confiança, na medida certa, torna-nos melhores pessoas, porquê? Porque somos menos reativos, logo, menos agressivos ou mesmo ofensivos. 

O 3 de Ouros pede-lhe que olhe um pouco mais para si e para as suas 'bases'. 

Veja de que material é feita a sua 'casa': de palha, de madeira ou de alvenaria? (Lembra-se da história dos 3 porquinhos e do lobo mau?)

Então, se, de facto, as suas bases são seguras - há sempre trabalho a fazer, sempre -, aproveite para dedicar algum tempo a si mesma/o. Mas tempo de qualidade, de sossego, de meditação/introspeção. 

A meditação é a ferramenta mais útil e eficaz de que o Homem dispõe para subir os degraus da longa escadaria de evolução e chegar à Iluminação. 

Esta lâmina, também, poderá indicar que está (estamos!) no limiar de uma transformação pessoal que trará uma nova e melhor etapa que poderá ser a nível espiritual, profissional ou afetivo. Isso é o que nós precisamos! 

Vamos lá, sejam muito bem-vindas as bênçãos!

BALANÇA - 8 de Copas

"Libertando, nobremente, quem nos deixa, colocamo-nos acima de quem perdemos." (Madame Stael) 

Como se lida com uma perda? Esta é uma das perguntas desta lâmina sofrida, mas, também, muito sábia. 

Talvez devamos perceber e aceitar que qualquer perda traz uma lição fundamental para nós. 

O destino vai-nos dando 'muletas' enquanto não sabemos 'andar', mas, quando é hora de caminharmos sozinhos, são-nos tirados esses apoios, até para testar o que aprendemos até aí… E o que foi que aprendemos até aí? 

Aprendemos que não aprendemos a lição. Aprendemos que dependemos uns dos outros, de forma muito pouco saudável! Só isso!  Zangamo-nos com a Vida, com Deus/a porque nos 'rouba' o que mais gostamos/precisávamos, mas não paramos para perceber o porquê.

Uma das razões é talvez pelo facto de essa missão ter terminado. Outras virão.

Há sempre razões para não conseguir compreendermos, é natural, qualquer fim dói, mas é-nos pedido que aceitemos, é só isso. Aceitar o que não podemos mudar. Aceitar que tudo começa e acaba. Mas nada se perde, não se esqueça disso.

ESCORPIÃO - 9 de Espadas

"Nem todos podem tirar um curso superior. Mas todos podem ter respeito, todos podemos ter uma alta escala de valores e qualidades de espírito que são a verdadeira riqueza de qualquer pessoa." (Alfred Montapert) [Muito bem dito, Sô Alfredo!]

O 9 de Espadas fala de ansiedade, desilusão, lamento e/ou arrependimento. 

O arrependimento leva à culpa e a culpa aos estados depressivos. E é um ciclo vicioso que se repete vezes sem conta nas nossas vidas. Cada vez que somos dececionados, eis que a ida ao fundo do poço se inicia. Mas será que o processo tem de ser sempre assim?

Há que aceitar os acontecimentos do passado; há que compreender que fizemos sempre o que achámos que era melhor e o que estava ao nosso alcance, mesmo que, agora, compreendamos que não foi suficiente. Na altura, era tudo o que tínhamos. 

Só com a maturidade é que vamos acalmando os nossos ímpetos - alguns de nós -, só com os erros cometidos é que vamos criando um carácter mais maduro e cada vez mais sereno - lá está, alguns de nós -, mas, enquanto não perdoarmos os nossos 'erros e falhas', dificilmente avançamos para uma existência mais pacífica.

Liberte-se desse peso e agradeça o que tem! Foque-se naquilo que já construiu e não no negativo.

SAGITÁRIO - Pajem de Paus 

"Se há algo em que eu apostaria, seria em mim mesma/o!"

Que triste é passarmos pela vida e só aprendermos que a dor é má e que é ela que comanda a nossa vida; e assim nos tornamos seres sem luz, sem objetivos, sem propósitos. Abandonamo-nos… como é possível abandonar-nos?! Somos a única pessoa que temos - e ainda assim por um tempo determinado! Desistir de nós porque outros não nos aceitaram como somos?! What the hell…

Viver envolvido, enredado, bloqueado pela dor não é viver. Há alternativas, mas, por mais triste que seja, há pessoas que se habituam à dor, à tristeza. 

É, também, uma forma de chamar a atenção, mas é a pior de todas. 

Que triste é sermos notados e lembrados pela energia densa que emanamos; que triste é gostarmos que tenham pena de nós.

Talvez tenhamos que ocupar melhor o nosso tempo com atividades que nos trazem algo novo, interessante, estimulante.

O conhecimento e a sabedoria vão connosco para onde formos. As boas ações idem, os bons momentos com os nossos queridos entes, também, as realizações profissionais, espirituais, etc..

Desligue-se do derrotismo, dos momentos menos bons que já passou e tenha atitudes bonitas para consigo e para com os outros. Sim, promete? 

CAPRICÓRNIO - 2 de Copas

"Amor - a partida que a natureza nos pregou para assegurarmos a continuação da espécie." (Somerset Maugham)

O Amor pode ser belíssimo, pode fazer-nos renascer das cinzas, pode curar mazelas profundas e tornar-nos seres radiantes… Mas, este Amor que nos faz reluzir é o Amor-próprio. 

O sentimento que vivemos commumente é uma cópia fajuta do Amor real, puro.

Há muita gente junta pelas razões erradas, sejam elas conscientes ou não. Há muita gente separada pelas razões erradas. O medo e a confusão reinam nos nossos corações. 

Ainda assim, no meio desta bagunça, ele - o Amor - continua a acontecer.

Acontece, manifesta-se, assusta-nos, sabotamos e arruinamos o momento. Quem não viveu isso atire a primeira pedra. 

De repente, essa oportunidade maravilhosa , 'do nada', transforma-se num autêntico pesadelo, porquê? Porque nós, seres humanos frágeis e carentes, criamos ilusões com uma facilidade inacreditável, porque não damos atenção aos sinais de alerta que sentimos. Porquê? Porque queremos criar uma imagem perfeita de alguém ou de uma relação como se isso existisse.

A convivência traz o desencanto, porque, afinal, o príncipe, a princesa… tem defeitos! A situação não é igual aos contos de fadas! 

Os contos de fadas constroem-se com o nosso Amor, tolerância, paciência e dedicação. Uma relação harmoniosa cria-se com tempo e respeito. 

Acha que tem sido assim dedicada/o na sua vida pessoal? Acha que fez tudo para ser feliz?

É tão bom termos essa consciência tranquila do 'fiz tudo o que podia. A minha dignidade (não confundir com orgulho!) não me permitiu ir mais além'. Depois há isso, não há? O sabermos quando parar. O sabermos que uma relação se alimenta de reciprocidade. 

AQUÁRIO - Cavaleiro de Copas

"Sinto muito, eu amo-te, perdoa-me e eu sou grata/o" (Repete)

Esta é uma técnica de meditação havaiana - chamada ho'oponopono - que funciona maravilhosamente. É tão simples e eficaz.

Como quaisquer outras palavras entoadas, elas devem vir do coração. E, mesmo que não venham de início, com a prática, elas começam a ressoar em nós e, aí sim, as mudanças acontecem. 

Não é fácil viver na Terra, mas podemos tornar a experiência mais simples e até mais serena se trabalharmos em nós, no nosso ego/mente. 

Esta é apenas uma das ferramentas que temos disponíveis para conseguirmos ter alguma qualidade de vida. Tantas outras existem também muito eficazes. 

Então, se temos estas técnicas por que não as usamos? 

Porque não temos tempo para nós… 

No fundo, no fundo, nós sabemos que esta questão do tempo é uma falsa verdade, não sabemos? Se nos organizarmos conseguimos ter três, quatro, cinco, dez minutos para nós, diariamente. 

A nossa cultura, ainda profundamente materialista, ocupa-nos 24/7 e nós deixamos. 

Porém, um dia, a Vida envia-nos um sinal mais forte para que paremos e percebamos se estamos onde queremos genuinamente estar. 

De entre os vários caminhos temos o cómodo e o novo. 

Não há garantias que algum deles funcione como imaginamos, mas, uma coisa é certa, o novo trará aventuras e experiências nem sonhadas. 

Qualquer altura é excelente para decidirmos o nosso futuro.

PEIXES - O Sol

"Sê alegre apenas depois de dares a volta à vida toda. E regressares então a uma flor, ao sol num muro, a um verme no chão. A profunda alegria não é a do começo mas a do fim." (Vergílio Ferreira)

Que poderosa e profunda frase… 

O Sol é a lâmina mais alegre do Tarot e com mais vitalidade. Esta vitalidade e alegria que tanto escasseia nos dias de hoje. É precisamente a carência deste tipo de energia que nos torna doentes do corpo e do espírito. 

O que fazer? Temos várias hipóteses; podemos ficar à espera que melhores dias surjam do nada ou podemos, em harmonia, ir mudando, soltando umas e outras coisinhas na nossa forma de estar. Aligeirar, elevando as nossas emoções. Vibremos na Luz e não nas trevas. Esta é - uma das várias - a escolha que está ao nosso alcance. 

Sentimentos como: a raiva, a inveja, a arrogância, a vaidade, o derrotismo, a auto-comiseração, entre outras, apenas fazem com que fiquemos presos nas malhas mais densas deste planeta e à terceira dimensão. 

Tenho a certeza de que não foi isso que acordámos com a nossa alma antes de virmos. Quase que punha as mãos e os pés no fogo! O que acordámos foi vir limar arestas da nossa alma que, ainda, precisavam de algum trabalho. 

Como é que se faz isso? Enfrentando os desafios. Perante estes desafios mostraremos se já estamos mais perto da perfeição. Perante as nossas reações perceberemos se estamos mais perto de sermos as puras Centelhas Divinas… que somos.

Nesta fase delicada que vivemos, todos temos muitas incógnitas e a dúvida é danada! É nisso que o Tarot pode ajudar, a encontrar os melhores Caminhos e Soluções.

Vera Xavier
www.tarotdeisis.com