urlvisit

Ricardo Carriço faz confissão sobre o pai: "Não esteve muito presente na minha vida"

Conta-me - 10 de outubro de 2020
Ricardo Carriço "A primeira pessoa que quero abraçar é a minha mãe, de 83 anos"
Ricardo Carriço entrevistado por Fátima Lopes
Ricardo Carriço na SELFIE
Ricardo Carriço exibe corpo escultural

O ator Ricardo Carriço teve uma conversa emotiva com Fátima Lopes, no programa "Conta-me".

A família é uma das bases da vida de Ricardo Carriço. Daí que esse tenha sido um dos temas centrais, na entrevista que o ator, de 56 anos, concedeu a Fátima Lopes, no programa "Conta-me".

Um dos elementos essenciais no núcleo familiar de Ricardo Carriço é o pai. "Era um tipo engraçadíssimo, mas, ao mesmo tempo, filho e neto de filhos únicos. Era muito concentrado no seu universo, para além de ser um extraordinário comunicador", começou por descrever o galã.

"Acompanhou-te? Esteve muito presente na tua vida?", quis saber Fátima Lopes. De imediato, Ricardo Carriço respondeu: "Não, não esteve muito presente na minha vida. Uma vez, quando tinha 18 anos, saímos os dois, à noite, porque eu queria perceber a forma como ele pensava sobre a vida. E, a partir dessa altura, desenvolveu-se uma cumplicidade boa, saudável, e comecei a entendê-lo melhor. Aceito-o, nas suas coisas boas, nas suas coisas más. É o meu pai.".

Em relação à mãe, Ricardo Carriço afirma, emocionado, que a progenitora é a "âncora" de toda a família: "A minha mãe tem um lado infantil, mas também tem o outro, um lado mais protetor. É algo de extraordinário que a minha mãe tem, desde que eu era muito pequeno. Além disso, é muito franca, sempre explicou-nos tudo cara a cara. Para ela, a dignidade é um valor muito importante".

Veja, agora, na íntegra, a entrevista de Ricardo Carriço a Fátima Lopes, no programa "Conta-me".