urlvisit

Carina Duarte desabafa: "Tive de aceitar que as pessoas não são mesmo o que parecem"

"Big Brother": conheça a concorrente Carina
Após surgir em biquíni, Carina Duarte deixa aviso a "homens casados"
Carina Duarte, do "Big Brother", surge com novo look: "Estranhando, mas adorando"
Filha de Carina Duarte, do "Big Brother", na SELFIE
"Big Bother": Carina responde a questões dos fãs

Para assinalar um dia especial, a ex-concorrente do "Big Brother - A Revolução" Carina Duarte deixou um testemunho sincero.

É já na próxima segunda-feira, dia 13, que se completa um ano desde o começo do "Big Brother - A Revolução". A propósito dessa data especial, Carina Duarte partilhou, no Instagram, um balanço da experiência, no reality show da TVI.

"Eu ia deixar chegar mesmo ao dia 13, mas não consigo... Faz um ano, no dia 13. Há um ano, decidi 'largar tudo' e embarcar nesta aventura que é o 'Big Brother'! E, agora, passado um ano, sei que não foi uma má escolha. Sem dúvida que aprendi muito, talvez até mais do que imaginei", começou por referir a ex-concorrente.

De seguida, Carina Duarte enumerou cada uma das lições que aprendeu, no "Big Brother": "Aprendi que não tenho sempre razão, que não posso dizer tudo o que quero, que não posso ultrapassar os limites apenas para me fazer ouvir. Acima de tudo, aprendi a não dar tanta confiança, tive de aceitar que as pessoas não são mesmo o que fazem parecer e essa dor, cá fora, também foi e será sempre difícil de gerir. O mundo real é mais duro, mais complicado, em termos de julgamento, e não entendo porquê… Na casa, todos tínhamos a 'missão' de fazer com que o mundo pensasse de forma diferente. Na casa, tínhamos a sensação de que as coisas eram bonitas e que o julgamento já quase não existia, talvez porque o nosso grupo era assim, meio louco, jovem e de fácil perdão. Mas não. Saindo cá para fora, acho que todos levávamos com o 'mundo', com julgamento e, ainda hoje, não entendo o motivo."

"Éramos 21 concorrentes corajosos. Arriscámos ir para um programa (cada um com o seu motivo em específico), mas todos à procura de uma oportunidade, fosse no que fosse. Éramos um grupo que, apenas, estava lá, a entreter o público cá em casa, sem nunca esperar o que fizeram a muitos, cá fora! Acho que a empatia foi seletiva…", apontou a jovem nortenha.

Carina Duarte terminou o testemunho, relatando um episódio comovente que viveu com uma telespetadora: "Uma vez, uma senhora, já com alguma idade, parou-me na rua e disse-me: 'Tenho depressão, perdi tudo na vida e tu e os teus colegas faziam-me companhia, eu já dava por mim a rir e a chorar convosco, já fazem parte de mim. Obrigada!' Posto isto, acho que a nossa 'missão' foi cumprida! Tenho imenso orgulho de todos os concorrentes, independentemente de me dar com eles ou não, é um orgulho ver o crescimento das pessoas com quem partilhei a mesma história. É um orgulho vê-los a progredirem na carreira e a estarem felizes!"

Veja, agora, algumas das melhores imagens de Carina Duarte, nas galerias de fotografias que preparámos para si.