urlvisit

Cláudio Ramos confessa: "Nunca me preocupei em saber quem é o meu pai biológico"

Cláudio Ramos: «Eu era crescido demais para permitir que me pusessem regras»
Cláudio Ramos: «Gosto que as pessoas gostem de mim»
Cláudio Ramos é surpreendido pela equipa do «Dois às 10»
Cláudio Ramos: «Quero ser um bom pai, não quero ser o melhor amigo»
Cláudio Ramos: «Poucas pessoas teriam o espírito de sacrifício que eu tive»

O apresentador Cláudio Ramos marcou presença, na edição da passada segunda-feira, dia 13, do programa "Goucha", e falou sobre o pai biológico.

A emissão da passada segunda-feira, dia 13, do programa "Goucha" contou com a presença de Cláudio Ramos. Durante uma conversa emotiva com Manuel Luís Goucha, o apresentador, de 47 anos, falou sobre o pai biológico.

"Nunca me preocupei em saber quem é. Sei quem é, nunca me esconderam, a minha mãe nunca me escondeu", começou por afirmar. "Sei que ele tem de levar todos os dias comigo na televisão, o que é muito aborrecido para ele, para a mulher dele, para as filhas dele, isso é muito chato. De certeza que ele viu o 'Big Brother', que a mulher viu e que as minhas meias-irmãs viram", acrescentou.

De seguida, Cláudio Ramos recordou o padrasto: "O meu pai chama-se José Luís, morreu há três anos, e, com os seus defeitos e as suas qualidades, foi o meu pai. Foi um brilhante pai, para os meus irmãos, o companheiro da minha mãe, até morrer."

O comunicador admitiu que tinha uma relação conflituosa com o padrasto: "Queria outro pai ou, se calhar, não queria pai. Não preciso. Não precisava. Era crescido demais para permitir que alguém me pusesse regras. A maneira de pensar do meu pai não era o que eu queria, queria outra coisa, para mim."

Veja, agora, na íntegra, a entrevista de Cláudio Ramos, no programa "Goucha".