Luís Represas recorda a morte do pai: "Completamente inesperado"

Igor Pires
Conta-me como és - Fátima Lopes entrevista Luís Represas
Luís Represas apresenta o seu mais recente trabalho discográfico
Filhos de Luís Represas surpreendem o cantor
O refúgio de Luís Represas
Luís Represas no "Conta-me Como És"

O cantor Luís Represas teve uma conversa emotiva com Fátima Lopes, no programa "Conta-me Como És".

Luís Represas foi o convidado deste sábado, dia 16, de Fátima Lopes, no programa "Conta-me Como És". Numa conversa franca, o músico, de 62 anos, abordou o trajeto pessoal e profissional.

A figura paterna de Luís Represas esteve presente, em praticamente, toda a entrevista. Logo no começo, a apresentadora conta que o ex-membro do Trovante - quando se começou a interessar pela música - pediu ao pai para lhe comprar uma viola, o que o progenitor aceitou de bom grado... até descobrir que o filho não queria aprender música clássica. 

"Acabei por tomar a iniciativa de comprar a minha guitarra, sem pedir nada a ninguém, sem perceber nada de guitarras, nem de como aquilo funcionava. Só tinha o sonho de querer começar a tocar", recorda Luís Represas.

A propósito do depoimento de um amigo de infância, Manuel Faria, com quem Luís Represas foi aprendendo a tocar e até desabafava nos momentos mais difíceis, o intérprete de "Feiticeira" acabou por recordar um desses acontecimentos delicados: o falecimento do pai. Luís Represas tinha, apenas, 22 anos.

"O meu pai faleceu quando eu estava a tocar com o Trovante, num festival, no estrangeiro. Lembro-me que tínhamos vindo da Checoslováquia, tinha sido uma viagem muito longa e vínhamos muito cansados. Fomos acordados muito cedo. Bateram à porta, porque queriam falar com o responsável do grupo. O Manuel foi, enquanto eu fui tomando um banho de imersão calmamente para descontrair. Recordo-me perfeitamente de estar a sair da porta do quarto e a achar estranho o Manuel nunca mais chegar. De repente, vi o Manuel um bocado branco e dispara-me a notícia. Disse-me que o meu pai tinha morrido. Foi completamente inesperado".

(Re)veja a entrevista na íntegra.