TVI

Revoltada, Lara Afonso lamenta sobre Nuno Graciano: "A tristeza mata!"

Lara Afonso recordou o apresentador Nuno Graciano, num testemunho emotivo.

A edição deste sábado, dia 9, do programa "Em Família" foi parcialmente dedicada a Nuno Graciano, que faleceu na passada quinta-feira, dia 7.

Entre testemunhos de algumas figuras públicas, destacam-se as palavras de Lara Afonso. Sendo amiga do apresentador, Lara Afonso reconheceu que Nuno Graciano se sentia triste por estar mais afastado do pequeno ecrã.

"Quem me esteja a ouvir, se estiver profundamente triste, peça ajuda. O trabalho não é nada. Eu sei que faz falta o dinheiro para as compras, mas agarremo-nos às pessoas que estão à nossa volta, à família, aos amigos... ao amor que está à nossa volta. Trabalho não é a felicidade plena. A felicidade plena é ter as filhas bem, ter saúde... e isso é que é importante, assim como pedir ajuda", afirmou Lara Afonso.

A comunicadora ainda fez questão de acrescentar: "E o Nuno pediu ajuda. À maneira dele. Com o sorriso camuflado. Almocei com ele, divertimo-nos, falámos sobre futuro... e o futuro dele já não existe, já não está aqui. Por isso, quando a pessoa ligar, devolvam a chamada. Se enviar mensagem, respondam à mensagem. Não vale a pena deitarmo-nos com essa culpa. Vamos ser amigos de quem é nosso amigo."

"O Nuno foi muito meu amigo, padrinho na minha vida profissional. Incentivava-me a fazer mais e melhor. Sempre que tive dificuldades, ele esteve presente", garantiu, ainda, Lara Afonso, recordando os últimos tempos de Nuno Graciano: "Entretanto, vejo-o muito triste no olhar e não o quis largar. Dizia-lhe que a televisão não é tudo, que o trabalho não é tudo."

"Desculpem, mas sinto-me um bocadinho revoltada por saber que alguém de que gosto morreu triste. A tristeza mata! E isso dói-me", rematou.

Recorde, agora, Nuno Graciano, na galeria de fotografias.

Relacionados

Patrocinados