urlvisit

"Big Brother": Magda Burity comenta "a ação da Joana e a reação da Carina"

Magda Burity

Estou ansiosa para que comece a gala de hoje. Uma ansiedade positiva, que é aquela semelhante a borboletas na barriga e que se assemelha a quando aguardamos por algo muito especial.

Se vai haver muito "fogo no parquinho", vai, e mesmo não sabendo o que nos espera esta semana, volto ao tema da sororidade e a algumas ações que tenho observado dentro da casa, que todos vimos, e que são pouco corretas ou não fosse esta a novela da vida real.

O mundo não é um conto de fadas, pois não?

As protagonistas da minha crónica são a Joana, Carina, Sandra e Jéssica Fernandes. A última, que foi a única que esteve muito bem em todo este conflito causado pela língua afiada da Joana.

Depois do desentendimento das compras e daquilo que achei uma falta de educação por parte das duas meninas em relação à Sandra e à Andreia, não pela divisão de tarefas de quem fazia o quê, mas pela forma como reagiram às sugestões de duas pessoas que podiam ser suas mães, pensei cá para mim: "Por muito vida vivida que já tenham aos 21 anos, onde ficou a educação? Como será, e com todo o respeito pelas famílias da Joana e da Carina, que lhes foi ensinado responder às tias e às amigas dos pais? Será que é assim que se dirigem ao meio que as rodeia ou, hoje em dia, ser direta, explosiva, não ter papas na língua ou 'vomitar palavras' como disse a Joana na apresentação lhes dá o direito de falar assim com toda a autoridade?"

Zero pontos para as meninas.

Não satisfeita, a pombo-correio Joana, depois de ouvir uma fofoca, à qual não vou dar relevância, porque não a merece e já foi emitida vezes sem conta em antena, originou uma situação desnecessária entre a Carina e a Sandra, que também, sendo mais velha, devia ter a maturidade de lhes responder menos e concentrar-se no jogo.   

É que o transmissor de um "diz que disse" conta sempre a história com perceção daquilo que ouve e isso cria conflitos, o que demonstra muito do perfil da pessoa.

Traduzindo isto por miúdos, depois de todos os palavrões proferidos pela Carina e aquele comportamento repreensível, eu votava na nomeação direta, como a Sónia [ex-concorrente do "Big Brother 2020"] teve ao ter atitude semelhante.

E no que diz respeito aos meus "Ensaios Sobre o Bem", dez pontos para a Jéssica Fernandes, que carrega ali um feliz Fado e é uma bússola positiva dentro da casa, separando muito bem as águas entre o ser filha e jogadora.

Mais sororidade por favor.

Siga Magda Burity nas redes sociais. 

Instagram: @magdaburity
Twitter: @MagdaBurity