Maria Vieira recusa trabalho e a culpa é do Facebook. Saiba porquê

Curiosamente, foi através da página de Facebook que Maria Vieira contou ter recusado um convite de trabalho, por causa dessa mesma rede social.

"A vida é uma caixinha de surpresas... Acabo de ser convidada para fazer parte de uma produção televisiva (não revelarei, por motivos deontológicos, o canal para o qual essa produção se dirige) durante uma conversa de cerca de meia-hora, onde me deram a conhecer o conteúdo do projecto, as datas de gravação e o salário que iria auferir", começou por explicar.

"Até aí tudo bem. Acontece que perto do final dessa conversa telefónica, a pessoa que me contactou sugeriu de maneira dissimulada e muito fofinha que entretanto seria aconselhável eu parar de publicar comentários políticos na minha página de Facebook pois os mesmos poderiam eventualmente prejudicar a minha imagem e de alguma forma embaraçar o próprio projecto para o qual me estava convidando...", continuou.

"Após uma espantada pausa de alguns segundos, respondi o seguinte à referida pessoa: "Obrigada pelo seu simpático convite mas acontece que eu não estou interessada em fazer parte desse projecto, porque aquilo que eu coloco à venda há quase 40 anos é o meu trabalho, não é a minha dignidade, o meu carácter e a minha liberdade'", concluiu, acrescentando: "Também não perdi grande coisa: o projecto era fraquinho e o salário não era melhor.."

Recorde-se que a atriz, por diversas vezes, fez notícia, depois de tecer opiniões polémicas e controversas na página de Facebook. Os assuntos são os mais variados, mas, na maior parte das vezes, é um tema político que gera maior discordância.