urlvisit

TVI junta-se à campanha "Todos por Todos": "Há pessoas que estão a passar fome"

Conteúdo patrocinado

Até dia 31 de dezembro, a nova campanha solidária da Missão Continente, "Todos por Todos", pretende recolher bens essenciais para ajudar as famílias portuguesas que mais precisam.

A campanha "Todos por Todos", criada em parceria com a TVI, a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) e a LAPS Foundation, pretende ajudar na resposta social nacional, numa altura em que os pedidos de ajuda às instituições de solidariedade voltam a aumentar e o sentido de entreajuda é fundamental, naquela que pretende ser "a maior recolha de alimentos de que há memória".

No dia que marcou o arranque da ação, a 13 de novembro, Dia Mundial da Generosidade, as principais caras da estação de Queluz de Baixo juntaram-se numa emissão especial e reforçaram a importância de iniciativas como esta.

"É importante por todas as razões, mas a principal é porque temos que ter a capacidade de nos metermos no lugar do outro", afirma Cláudio Ramos, em declarações à SELFIE.

O ator Filipe Vargas, que também participou na emissão especial da TVI, corrobora esta opinião e mostra-se feliz com a campanha. Em declarações à SELFIE, o ator apela a que a solidariedade não se resuma a um dia ou a uma ação. "Temos de ser solidários no dia a dia. Uma das formas de sermos solidários é, exatamente, não deixarmos que o outro caia. Não deixarmos de ir ao cinema, ao teatro, aos restaurantes e ao comércio local, sempre cumprindo as normas da DGS", frisa o ator, alertando: "Se todos deixarmos de fazer aquela que é a rotina normal, começam a 'secar' setores e cria-se uma espécie de efeito dominó, que vai acabar mal."

"É urgente, neste momento, apoiar aqueles que estão muito mal em termos económicos, e são muitos, muitos, mesmo", alerta Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República, no vídeo que marcou o arranque da campanha.

"Esta ação é muito importante, num ano tão complicado, em que percebemos que há famílias que não têm mesmo o que comer - há pessoas que estão a passar fome", frisa Cristina Ferreira, Diretora de Entretenimento e Ficção, em declarações à TVI. Manuel Luís Goucha acrescenta: "Voltámos a ter muita pobreza envergonhada."

Recorde-se que a campanha "Nunca Desistir", que decorreu em abril, "angariou mais de 600 mil euros e doou 150 toneladas de alimentos", refere Maria Botelho Moniz, com a colega Maria Cerqueira Gomes a acrescentar: "O desafio, agora, é muito maior! Vamos tentar bater este recorde."

Nesta campanha, que decorre até 31 de dezembro, o cliente só tem de indicar, no momento do pagamento das compras nas lojas Continente e Meu Super, quais os bens que pretende doar e as respetivas quantidades. Além do contributo dos portugueses, a Missão Continente compromete-se a adicionar 150 toneladas de alimentos para doação.

A campanha "Todos Por Todos" contribui, ainda, para o apoio à comunidade artística e cultural: todos os clientes que comprarem vales, até ao dia 27 de dezembro, habilitam-se a ganhar bilhetes duplos para assistir a concertos de 12 nomes conhecidos do panorama musical português.

Além disso, a campanha fará uma doação adicional de dez toneladas de bens alimentares à União Audiovisual, uma entidade criada para apoiar os técnicos responsáveis pelo som, pelo vídeo e pela imagem dos espetáculos, e que ajuda, atualmente, cerca de 250 famílias, a nível nacional.

Como contribuir para a campanha "Todos por Todos"?

- Linha telefónica
761 10 07 07
Valor do donativo: 1€
Custo da chamada: 1€ + IVA

- Transferência MBWay
93 707 07 07

- Transferência Bancária
IBAN PT50 0010 0000 5892 0750 0019 2