Johnny Depp vence processo contra Amber Heard

Johnny Depp venceu o processo de difamação contra a ex-mulher, Amber Heard, depois de sete jurados terem decidido a favor do ator por unanimidade no tribunal de Fairfax, no estado norte-americano da Virgínia.

  • 1 jun, 21:57
Redação SELFIE com Lusa

O júri sentenciou Amber Heard por difamação, condenando-a a pagar 15 milhões de dólares (cerca de 14 milhões de euros) por danos.

Uma oficial de justiça do tribunal leu em voz alta o veredito do júri, dizendo que a também atriz proferiu declarações difamatórias para com Johnny Depp.

O júri considerou, ainda, que Amber Heard agiu com "malícia real", indicando convicção de que a artista fez declarações sabendo que eram falsas.

Por outro lado, o júri decidiu uma indemnização de dois milhões de dólares (cerca de 1,88 milhões de euros) a favor de Amber Heard, considerando ter sido difamada pelo advogado de Johnny Depp.

Johnny Depp não esteve presente na audiência, tendo assistido por videoconferência a partir do Reino Unido, enquanto a atriz esteve presente na sala do tribunal.

Depois de conhecida a decisão, o ator disse que o júri "o trouxe de volta à vida" quando considerou que a atriz o difamou na imprensa. "Depois de seis anos, o júri trouxe-me de volta à vida. Estou realmente tocado", escreveu o artista no Instagram.

Já Amber Heard mostrou-se "devastada" com veredito, evocando uma "deceção inexprimível", em comunicado: "Estou devastada que uma montanha de provas não tenha sido suficiente para confrontar o poder, a influência e a ascendência muito maiores do meu ex-marido. Estou, ainda, mais desapontada com o que este veredito significa para outras mulheres. É um retrocesso. Desafia a ideia de que a violência contra as mulheres deve ser levada a sério."

Relacionados