Após despedir mais de 500 funcionários, Gordon Ramsay defende-se de "ataques baratos"

O chef Gordon Ramsay tem sido bastante criticado por ter dispensado mais de 500 trabalhadores devido ao surto de coronavírus.

De acordo com o site do jornal Daily Mail, Gordon Ramsay despediu mais de 500 funcionários devido à crise suscitada pela atual pandemia de coronavírus. Cozinheiros, empregados de mesa, entre outros trabalhadores, foram convocados para uma reunião, na qual souberam que os seus contratos tinham terminado.

A decisão polémica tem sido alvo de muitas críticas, nas redes sociais. Por exemplo, Marina O'Loughlin, crítica gastronómica, fez a seguinte acusação, na conta de Twitter: "Mais um dia em que vários milionários não irão colocar as mãos nos bolsos, enquanto os pequenos fazem tudo o que podem pelos seus funcionários. E, sim, falo do Ramsay".

"Claramente nunca geriste um negócio e, mesmo assim, durante estes tempos difíceis para todos, escondes-te atrás dos teus patéticos tweets, controla-te! Ataques baratos de uma crítica egoísta e frustrada", respondeu, por sua vez, o chef, de 53 anos. 

Veja, agora, algumas das melhores imagens de Gordon Ramsay, na galeria de fotografias que preparámos para si.