urlvisit

Ator Bruno Candé morto a tiro em Moscavide

Com Lusa
Bruno Candé

O ator Bruno Candé, que participou na novela da TVI "A Única Mulher", foi assassinado com quatro tiros à queima roupa.

O SOS Racismo exigiu, no sábado, dia 25, "justiça" no caso da morte do homem baleado esta tarde em Moscavide, concelho de Loures, distrito de Lisboa, considerando tratar-se de “um crime com motivações de ódio racial”.

"Hoje, pelas 14h, Bruno Candé Marques, cidadão português negro, foi assassinado com quatro tiros à queima roupa. O seu assassino já o havia ameaçado de morte três dias antes e reiteradamente proferiu insultos racistas contra a vítima", afirma o SOS Racismo em comunicado.

Para a associação, "o caráter premeditado do assassinato não deixa margem para dúvidas de que se trata de um crime com motivações de ódio racial".

No comunicado, o SOS Racismo pede que o "assassinato do Bruno Candé Marques não seja mais um sem consequências", exigindo que "justiça seja feita".

O ator Bruno Candé - que participou na novela da TVI "A Única Mulher" - morreu, após ter sido "baleado em várias zonas do corpo" por outro homem, com cerca de 80 anos, na avenida de Moscavide, no concelho de Loures, distrito de Lisboa, refere a PSP.