Rita Pereira conta tudo sobre diagnóstico do namorado à Covid-19 e confessa: "Não queria que ele tivesse dito"

Rita Pereira: «Eu não queria que o Guillaume dissesse que teve COVID-19»
Rita Pereira revela os sintomas de Guillaume
Rita Pereira reencontra Guillaume Lalung depois de o namorado ter estado infetado com Covid-19
Guillaume Lalung mostra "rotina diária", após ter testado positivo para a Covid-19
As férias de Rita Pereira e Guillaume Lalung no Gerês

Em conversa com Manuel Luís Goucha, Rita Pereira falou sobre todo o processo, desde que soube que o namorado tinha testado positivo à Covid, até à recuperação.

Foi através das redes sociais que ficámos a saber que o namorado de Rita Pereira - agora recuperado - esteve infetado com Covid-19. A atriz já reencontrou Guillaume Lalung, após longos dias de isolamento e toda a família se encontra bem. Agora, a atriz resolveu aceitar o convite de Manuel Luís Goucha para falar sobre o diagnóstico do namorado - tendo em vista ajudar outras famílias que possam estar a passar por situação semelhante - ainda que preferisse que o diagnóstico não fosse público.

"Não queria que [ele] tivesse dito que teve Covid", assumiu.

A atriz contou que o alerta começou quando Guillaume Lalung se queixou de fortes dores de cabeça, algo que o casal estranhou, já que não era algo habitual para o companheiro da atriz.

Em seguida, manifestaram-se os seguintes sintomas: "Muito frio e muito cansaço. [...] Ele não queria comidas com molhos, água com sabor intenso... só grelhados. Sentia-se enjoado com a comida, os cheiros..."

A situação foi difícil de gerir para Rita Pereira, assim que Guillaume Lalung testou positivo para a Covid-19. O casal viveu dias de muitos receios. A atriz confessou ter-se sentido, de certa forma, impotente, por não haver muito que pudesse fazer para aliviar os sintomas e contou que, para Guillaume Lalung, "os primeiros sete dias foram muito complicados".

Recorde as palavras com que a atriz deu a conhecer o diagnóstico do companheiro: "Covid-19 nunca vem só. O Guillaume passou, hoje, a pertencer aos 'recuperados'. Foram 21 dias de todas as sensações e emoções: receio, impotência, saudade, medo, esperança. Foram 21 dias sem o sentir, cheirar, beijar, abraçar, sem o poder ajudar fisicamente... A preocupação constante do que mais poderia fazer para o ajudar, o fingir perante conhecidos, colegas e, até, telespetadores, de que estava tudo bem não foi fácil, acreditem."

"O caminho complicado desta viagem pela pandemia, não é só para quem está infetado, é para toda a família, que reorganiza a sua vida, que sente a sua falta, que quer cuidar, mas não pode estar fisicamente perto, que não quer acreditar que isto passa só com um simples comprimido...", disse.

No fim da publicação, Rita Pereira aproveitou, ainda, para lembrar as recomendações e os alertas da Direção Geral de Saúde, deixando um conselho: "A todas as pessoas, peço que se protejam tanto quanto puderem, com as regras de higiene recomendadas pelas entidades oficiais, mas que, acima de tudo, tenham a força mental de não se deixarem levar pelo medo e de terem sempre pensamento positivo. Acredito, mesmo, que a nossa mente é uma ajuda preciosa na recuperação."

Entretanto, Guillaume Lalung já se tinha pronunciando, nas redes sociais. "Estou de volta. Estive em silêncio, nos últimos tempos, porque tive Covid-19. Ninguém mais à minha volta apanhou (família, colegas, amigos). Todos fizeram o teste e deu negativo. Eu fui o único... Então, eu e a minha família decidimos seguir o protocolo e ficámos separados durante 20 dias. Foi difícil ficar separado deles, mas tinha de ser. 21 dias depois (hoje), testei negativo à Covid-19. Portanto, tal como disse, estou de volta, mais forte e mais saudável! Obrigado, Saúde 24 e DGS, que meu ajudaram."

Assista, agora, à entrevista de Rita Pereira, em vídeo.