No Facebook

Morreu Bernardo Pinto Coelho, filho mais velho do médico Manuel Pinto Coelho. Tinha 49 anos

Bernardo Pinto Coelho faleceu este domingo, dia 19, aos 49 anos, após uma luta de mais de uma década contra a Esclerose Lateral Amiotrófica.

De acordo com o site do Jornal Económico, faleceu Bernardo Pinto Coelho, filho mais velho do médico Manuel Pinto Coelho. Segundo o portal, Bernardo Pinto Coelho morreu aos 49 anos, após uma luta de 12 anos contra a E.L.A. - Esclerose Lateral Amiotrófica.

Aliás, Bernardo Pinto Coelho tornou-se num exemplo na luta contra esta doença incurável e degenerativa, não só com a partilha da sua experiência (nomeadamente no livro O Que Eu Aprendi Com E.L.A.), como, também, ao contrariar as previsões de que só teria mais alguns meses de vida.

O Jornal Económico sublinha, ainda, algumas paixões deste "filho de Cascais", como o desporto e a música, o que era evidente na página de Facebook de Bernardo Pinto Coelho.

Aliás, nessa rede social, são já muitas as manifestações de pesar pela morte do filho mais velho de Manuel Pinto Coelho. "Conheci o Bernardo aos 13 anos, quando passei a morar em Cascais. Jogámos golfe na mesma equipa, da Quinta da Marinha, e futebol. Corremos juntos na estrada do Guincho. Era uma força da natureza este rapaz de sorriso fácil e grande coração e só assim pôde resistir tantos anos a uma doença que mata em pouco tempo. E.L.A., a doença, a quem dedicou um livro que é um exemplo de uma história corajosa de vida. Tínhamos a mesma idade e gera uma enorme comoção saber que chegou a tua hora, por mais que saiba da impossibilidade de viveres mais além", declarou, por exemplo, o escritor Tiago Salazar.

Também a comunicadora Laurinda Alves, a quem Bernardo Pinto Coelho concedeu uma entrevista há uns anos, lamentou esta morte: "Agradeço, ao Bernardo, a sua alegria, a sua não-desistência, a sua fé na vida e nos outros. As suas gargalhadas ficarão a fazer eco ao longo dos tempos, até ao fim dos nossos dias. As suas paixões, pela música e pela dança (entre tantas outras) e o seu amor por todos os que lhe eram queridos eram muito tocantes e inspiradores. Contagiantes, mesmo. Neste day after, continuamos sem palavras à altura (e profundidade) desta perda..."

Além disso, Daiana Pinto Coelho, madrasta de Bernardo, prestou-lhe uma sentida homenagem: "Será sempre o nosso exemplo de força, superação e muito amor ao próximo."

Recorde, agora, Bernardo Pinto Coelho, na galeria de fotografias.

Relacionados