TVI

Angélica Jordão denuncia venda das cinzas da filha: "Já passou todos os limites"

Angélica Jordão está "desiludida com o ser humano", após ter recebido um anúncio com a urna das cinzas da filha à venda na Internet.

O drama de Angélica Jordão parece não ter fim à vista. Depois de ver a urna com as cinzas da filha roubada durante um assalto ao carro, a irmã de Mel Jordão partilhou, agora, uma imagem, na qual revela que recebeu uma mensagem sobre os restos mortais de Lua, que morreu às 23 semanas de gestação, estarem à venda na Internet.

"Tudo irá ser entregue à polícia, com todas as conversas e respetivas provas e imagem que foi enviada", informou Angélica Jordão, no Instagram.

A ex-concorrente da "Casa dos Segredos" mostrou, igualmente, uma troca de mensagens com uma seguidora, que acusa Angélica Jordão de estar a criar um "drama". 

"Cada vez sinto-me mais desiludida com o ser humano! A minha filha era uma bebé de 30 cm e 600 gramas. Era uma bebé perfeita e completamente formada! Para outros talvez, por não nascer, não seja o mesmo amor! Para mim, foi o amor e será o amor da minha vida!", defendeu Angélica Jordão.

Recorde-se que o desespero da jovem mãe está a comover as redes sociais e são muitos os famosos que têm feito apelos aos seguidores para ajudar a ex-concorrente da "Casa dos Segredos" a recuperar a urna com as cinzas da filha, de forma a que Angélica Jordão consiga fazer o luto.

Veja as imagens partilhadas por Angélica Jordão a denunciar as mensagens, na galeria.

Relacionados