TVI

Desesperada, Angélica Jordão faz novo apelo após roubo das cinzas da filha

Angélica Jordão continua desesperada, após alguém ter roubado as cinzas da filha da ex-concorrente da "Casa dos Segredos".

A viver um verdadeiro pesadelo, desde que a urna com as cinzas da filha, que morreu às 23 semanas de gestação, terem sido roubadas, após um assalto ao automóvel, Angélica Jordão fez um novo apelo nas redes sociais.

"Peço que não me liguem de número privado. Deixem-me estar com a minha família e tentar encontrar algum conforto", pediu a jovem.

"Agradeço, de coração, todas as partilhas. Mas às pessoas que estão a ligar de número privado, por favor, já chega! Já chega!", apelou a ex-concorrente da "Casa dos Segredos".

Angélica Jordão denunciou, ainda, os autores de mensagens fraudulentas. "Para não brincarem mais com esta situação. Todos os que enviaram mensagens falsas, receberão o mesmo", escreveu Angélica Jordão, na legenda de uma imagem, na qual se vê um documento de uma denúncia na polícia.

Recorde-se que foi no passado sábado, dia 29, que Angélica Jordão informou os seguidores que as cinzas da filha, que faleceu às 23 semanas de gestação, tinham sido roubadas, após um assalto ao automóvel, que se encontrava estacionado no Porto.

Depois, a ex-concorrente da "Casa dos Segredos" partilhou uma troca de mensagens com a pessoa que, alegadamente, sabe quem lhe terá roubado as cinzas da filha.

"Como devem imaginar, não dormi. E vi uma pessoa que me estava a enviar mensagens a dizer que sabia quem tinha a minha filha. E eu fiquei sempre disponível para falar com essa pessoa. Disseram-me que pensavam que era pó, cinzas de gato... Querem atirar as cinzas da minha filha ao rio... Peço-vos para não fazerem isso, por favor!", começou por apelar.

"Tenho o nome da pessoa com quem estou a falar, tenho os prints da conversa... Já fui à esquadra apresentar estas provas todas... Não sei se isto é verdade ou não. Mas, se for, por favor, não atirem ao rio. Tenham compaixão. Só quero que deem as cinzas da minha filha", reforçou Angélica Jordão.

Relacionados