urlvisit

Lídia Franco acusa ator de "Star Wars" Adam Driver: "Portou-se mal comigo. Agrediu-me"

Lídia Franco na SELFIE
Adam Driver na SELFIE

A atriz Lídia Franco falou sobre a má experiência que viveu ao lado do ator Adam Driver, durante as gravações do filme "O Homem Que Matou D. Quixote".

A atriz Lídia Franco, de 76 anos, esteve à conversa com Rui Maria Pêgo e Ana Martins no podcast "Era O Que Faltava", da Rádio Comercial, e recordou um episódio desagradável que viveu com o famoso ator Adam Driver, um dos protagonistas da saga "Star Wars".

Durante a rodagem do filme "O Homem Que Matou D. Quixote", uma produção de 2018, realizada por Terry Gilliam, a atriz diz ter sido maltratada por Adam Driver, que também fazia parte do elenco. "Guardo desse filme uma péssima experiência por causa do Adam Driver", afirmou Lídia Franco, antes de salientar que, apesar de considerar Adam Driver um excelente ator, este "é uma péssima pessoa".

"Portou-se muito mal comigo, fisicamente. Agrediu-me", revelou a atriz, contando que a alegada agressão "não tinha nada a ver com a cena": "Era uma agressão camuflada, com uma cadeira."

Depois, a atriz explicou que lhe foi dada autorização por parte da produção para abandonar as gravações: "Deram-me autorização para sair, mas legalmente não podiam fazer nada."

Lídia Franco descreveu, ainda, algumas exigências da estrela de Hollywood: "Ele exigia, em contrato, que ninguém podia olhar para ele. Se olhassem, os figurantes eram imediatamente despedidos. E aconteceu!"

Ouça, aqui, a conversa de Lídia Franco com Rui Maria Pêgo e Ana Martins no podcast "Era O Que Faltava", da Rádio Comercial.