João Baião presta homenagem à mãe e emociona os seguidores

Após a morte da mãe, João Baião recorreu às redes sociais para prestar uma homenagem à progenitora. As palavras do apresentador não deixaram ninguém indiferente.

A mãe de João Baião, Maria Luísa, morreu aos 84 anos, na passada segunda-feira, dia 7, na véspera do 58.º aniversário de João Baião. O apresentador recebeu inúmeras mensagens de apoio dos amigos e colegas, neste últimos dias, e, esta quinta-feira, decidiu publicar um poema de Antero de Quental e deixar, ainda, um agradecimento a todos, pelas palavras de carinho.

"Mãe - que adormente este viver dorido / E me vele esta noite de tal frio / E com as mãos piedosas até o fio / Do meu pobre existir, meio partido / Que me leve consigo, adormecido / Ao passar pelo sítio mais sombrio / Me banhe e lave a alma lá no rio / Da clara luz do seu olhar querido / Eu dava o meu orgulho de homem - dava / Minha estéril ciência, sem receio / E em débil criancinha me tornava / Descuidada, feliz, dócil também / Se eu pudesse dormir sobre o teu seio / Se tu fosses, querida, a minha mãe" , escreveu, sob a forma de homenagem. 

"Muito obrigado a todos", concluiu. Na publicação, seguiram-se inúmeros comentários de caras conhecidas e fãs que se emocionaram com a escolha de palavras do apresentador.

Recorde-se que a notícia sobre o falecimento da mãe de João Baião foi avançada, no Facebook, pelo produtor do Teatro Maria Vitória, Hélder Freire Costa: "Aquele que nos dá tantas e tantas alegrias e tem sempre, para todos nós, uma palavra de conforto e simpatia, hoje está num momento de difícil tristeza. Faleceu-lhe a Senhora Sua Mãe. E exactamente na véspera do seu Aniversário de nascimento, tal como aconteceu há 9 anos com o senhor seu Pai", começa por escrever o, também, encenador, fazendo referência ao pai de João Baião, Severino Ferraz, que também faleceu na véspera do aniversário do apresentador.