De luto, João Baião recebe onda de apoio: "O melhor de todos nós é ele"

Igor Pires
João Baião na Selfie
Serginho comenta polémica entre Manuel Moura dos Santos e João Baião
Tatiana Figueiredo pisa o palco com João Baião e Marina Mota
Tânia Ribas de Oliveira celebra data especial no Alentejo
Tânia Ribas de Oliveira na Selfie

No dia do seu 58.º aniversário, o apresentador João Baião chora a morte da mãe.

João Baião está de luto: no dia do seu 58.º aniversário, o apresentador chora o falecimento da mãe, Maria Luísa, que morreu, nesta segunda-feira, dia 7, aos 84 anos. A notícia foi avançada, no Facebook, pelo produtor do Teatro Maria Vitória, Hélder Freire Costa.

Entretanto, para além de muitos anónimos, algumas figuras públicas já vieram demonstrar o seu apoio publicamente a João Baião. Foi o caso de Catarina Furtado. "Querido João! Dia de festejar o teu aniversário mas o dia não podia ser mais difícil para ti e para o filho que sempre foste. E tu 'sabes' que os dias não são escolhidos por acaso", começa por escrever a apresentadora.

"Hoje é dia de receberes, mais uma vez na tua vida, o maior de todos os abraços: O abraço capaz de celebrar uma vida e um coração cheio e capaz, ao mesmo tempo, de dar muito consolo e força. Esse abraço de quem te gosta!", conclui Catarina Furtado.

Tânia Ribas de Oliveira também não ficou indiferente a esta triste notícia. "O meu João faz anos hoje. O meu, o nosso João. Na maior parte dos dias, o seu coração ri. Hoje, tem motivos para chorar também. A partida da mãe (e do pai, há 9 anos) na véspera do seu aniversário, é um golpe demasiado duro. Mas é impossível não dar os parabéns ao João, pela vida bonita que tem tido e por toda a que vem aí. O melhor de todos nós, é ele. Estou aqui, sempre. Parabéns, meu amor", escreveu a apresentadora na legenda de um conjunto de imagens, partilhadas no Instagram, nas quais surge ao lado de João Baião.

O apresentador também recebeu o apoio de Rita Ferro Rodrigues: "Uma das minhas pessoas preferidas faz anos hoje. E vive uma das dores maiores - a despedida da sua mãe. Eu testemunhei nos últimos 25 anos (somos amigos há 25 anos) o exemplo de filho que sempre foi. A dedicação, o amor, a ternura. O meu João gosta muito de fazer anos. Eu gosto tanto, tanto dele. Não há muito a acrescentar, apenas o Amor (que é tudo). Parabéns meu querido. Um abraço muito apertado".