Conta-me

João Montez desabafa sobre a infância: "Fez-me muita falta uma figura paterna"

O apresentador João Montez teve uma conversa emotiva com Maria Cerqueira Gomes, no programa "Conta-me", e recordou a ausência do pai, durante a infância.

João Montez foi o convidado da mais recente edição do programa "Conta-me", no qual recordou uma infância vivida com importantes figuras femininas.

"Sempre fui rodeado de mulheres. De grandes mulheres. Tanto a minha mãe, como a minha avó, e até outras mulheres que compunham a minha família, todas elas passaram por muito e tiveram de fazer muitos sacrifícios, para conseguirem alcançar os objetivos que tinham, na altura", começou por afirmar o apresentador, de 31 anos, já com lágrimas nos olhos.

João Montez sublinhou ainda a ausência do pai, que, durante a infância do comunicador, se encontrava a trabalhar no exterior: "Como o meu pai não estava presente, porque tinha de trabalhar - ele foi para Angola, quando eu tinha oito anos, eu sei que a minha mãe teve de ser mãe e pai, ao mesmo tempo, até aos dias de hoje. Não é que não me dê bem com o meu pai, muito pelo contrário."

"Acho que houve uma altura em que sofri mesmo com a ausência dele. [...] Quando és miúdo e estás num processo de construção, fez-me muita falta uma figura paterna, fisicamente. Apesar de o meu pai ter conseguido estar presente, como podia, mesmo à distância, sei que, do lado da minha mãe, foi feito um sacrifício enorme para me educar", completou.

Veja, agora, na íntegra, a entrevista concedida por João Montez ao programa "Conta-me".

Relacionados