Bruno Nogueira dá que falar com texto sobre a despenalização da eutanásia

Bruno Nogueira na Rádio Comercial
Vídeo: beijo na boca entre Nuno Markl e Bruno Nogueira leva fãs às lágrimas... de tanto rir
3 curiosidades que ninguém sabe sobre Bruno Nogueira
Bruno Nogueira está de regresso à rádio Comercial

Após a Assembleia da República ter aprovado os projetos de lei sobre a despenalização da eutanásia, Bruno Nogueira teceu considerações sobre o que considera ter sido a vitória da "liberdade de escolha". Palavras que não deixaram os fãs do humorista indiferentes.

"A lei que foi hoje aprovada na assembleia sobre a despenalização da eutanásia é um grito importante da liberdade individual de cada ser humano. Ainda falta muito caminho, mas a noite fez-se mais clara. Os que são a favor hão-de poder, finalmente, tomar essa decisão, que só diz respeito a quem a toma, e os que são contra podem tomar a decisão de optar por um fim diferente para a vida, se assim o entenderem", começou por considerar Bruno Nogueira.

"É uma lei bonita em que ninguém sai a perder, e é isso que custa a entender nos adeptos fervorosos do não: a incapacidade de perceberem que o melhor para eles não serve toda a gente. Que a vitória do sim não os obriga a escolherem a eutanásia como solução final. Que a ideia de corpo decomposto e em dor física ou psicológica até um final divino é uma ideia que pode servir uns e revoltar outros. Que sofram os que querem esse caminho (não há julgamentos morais), e que partam com hora marcada os que querem dar por findo o capítulo", continuou.

"Cuidar da vida é também deixá-la quando ela nos trai. Negar a morte a alguém não pode ser assunto de quem vive com o corpo todo. Hoje ganhou a liberdade de escolha, para o sim e para o não. 
Será que uma vida só termina quando o coração se demite das suas funções? Um dia também eu terei essa pergunta por perto. E felizmente, se tudo correr bem, poderei ser eu a escolher a minha resposta", concluiu. 

A publicação do comediante valeu-lhe a maioria absoluta de aprovação, já que os fãs não demoraram a assinar por baixo as palavras do humorista, entre uns outros tantos aplausos.

Recorde-se que os cinco projetos de lei para a despenalização da eutanásia, apresentados pelo PS, BE, PEV, PAN e Iniciativa Liberal, foram aprovados na Assembleia da República, dando-se, agora, continuidade ao processo legislativo.