Revelada capa da Vogue editada por Meghan Markle

Em ano e meio, Meghan Markle usou 200 mil euros em joias
Meghan Markle e príncipe Harry são estrelas da estreia europeia de "Rei Leão"
Kate Middleton e Meghan Markle mostram cumplicidade em Wimbledon
Meghan Markle deslumbra em Wimbledon com look reciclado
O beijo na boca de Kate Middleton e Meghan Markle que está a dar que falar

A duquesa de Sussex foi a editora convidada da edição de setembro da Vogue britânica.

Intitulada "Forças da Mudança", a capa da Vogue inclui 15 mulheres, que, segundo Meghan Markle, são "agentes de mudança, pioneiras, unidas pela coragem de quebrar barreiras".

Entre as mulheres escolhidas pela mãe de Archie estão a ativista Greta Thunberg, Laverne Cox, Jane Fonda e Salma Hayek, e, na capa surge um retângulo espelhado para que quem adquira a revista possa ver o seu reflexo.

A mulher do príncipe Harry optou por não se colocar na capa, por considerar que tal seria "prepotente", revelou, citado pela BBC, o editor-chefe da revista, Edward Enninful.

De acordo com a informação divulgada pela Casa de Sussex, o número da revista irá incluir, entre outros conteúdos, uma entrevista a Michelle Obama, conduzida pela própria duquesa, e outra a Jane Goddall, realizada pelo príncipe Harry.

Recorde-se que, Meghan Markle dedicou os últimos sete meses a este projeto, a primeira edição nos 103 anos da revista a ter um convidado como editor. "Através desta lente, espero que possam sentir a força do coletivo na seleção diversa de mulheres que escolhi para a capa, assim como na escolha da equipa que chamei para nos ajudar a tornar esta edição uma realidade", afirmou a duquesa de Sussex.

Meghan é o terceiro membro da família real britânica a participar na revista, depois de Diana o ter feito três vezes e Kate, duquesa de Cambridge, ter sido capa da Vogue em 2016, para a celebração do centenário da publicação.

"Espero que os leitores se sintam tão inspirados quanto eu pelas forças de mudança que encontrarão nestas páginas", disse a duquesa no editorial.