Big Brother

"Big Brother": Hélder em lágrimas depois de ser confrontado por Cláudio Ramos

As atitudes sexistas e homofóbicas de Hélder, dentro da casa do "Big Brother", tiveram consequências e o concorrente acabou em lágrimas.

  • 12 mai 2020, 20:15
Redação

No programa desta tarde, Cláudio Ramos falou com o concorrente, cuja permanência no programa está em risco, e confrontou-o com imagens dos comportamentos homofóbicos e sexistas que este teve na casa.

"Venho ter uma conversa consigo que não gostava de ter. Não sei se o Hélder tem noção de alguns dos seus comportamentos", começou por introduzir Cláudio Ramos.

Perante o facto de Hélder evitar a palavra "homossexual", o apresentador pediu: "Não se refira a esse 'tipo' de pessoas. Eu não sou um 'tipo' de pessoa. Eu sou uma pessoa. [...] É um comportamento feio, para não dizer homofóbico. [...] O Hélder coloca na palavra um peso que ela não tem. [...] Se a minha filha tiver de se referir à orientação sexual do pai, dirá: 'o meu pai é homossexual'."

"A desculpa 'não era para magoar' não serve. [...] Não estou a dizer que o fez de forma intencional, nem estou a julgá-lo, não posso fazê-lo, nem devo fazê-lo. Estou a fazê-lo como pai e como homossexual, se quiser. Tem de pensar que está a magoar pessoas", sublinhou Cláudio Ramos, sugerindo um pedido de desculpas, nomeadamente, aos portugueses.

Cláudio Ramos confrontou, ainda, Hélder, com imagens do momento em que Hélder esteve com Jéssica no confessionário, durante a gala de domingo.

"Foram imagens que também deram muito que falar e que eu quero que veja para que, também, possa refletir sobre o seu comportamento. [...] Eu senti-me muito mal quando o ouvi dizer isto", frisou o apresentador, referindo-se às atitudes sexistas do concorrente.

Por fim, Cláudio Ramos deu a palavra ao "Big Brother", que comunicou que serão os portugueses a decidir se Hélder irá abandonar, ou não, a casa já no próximo domingo.

Relacionados