No Instagram

Catarina Furtado reage a decisões "muito graves": "Não nos podemos calar"

A apresentadora Catarina Furtado deixou um desabafo, no Instagram, após se ter deparado com duas decisões que considera ser "muito graves".

Foi na passada sexta-feira, dia 24, que o Supremo Tribunal dos Estados Unidos reverteu a decisão que dava às mulheres o direito ao aborto. De acordo com o site da CNN Portugal, esta decisão representa um retrocesso em relação a um caso judicial que tinha legalizado o aborto - em todo o país - há cerca de 50 anos.

Nas redes sociais, várias foram as figuras públicas que se mostraram indignadas com esta decisão. Foi o caso de Catarina Furtado.

"Tão grave o que se passou nos Estados Unidos da América e no Brasil. Não nos podemos calar", assinalou a apresentadora, de 49 anos, na legenda de uma outra mensagem: "Restringir o acesso ao aborto não impede o aborto. Simplesmente, torna-o mais mortal."

Recorde-se que, ainda esta semana, um caso que envolveu uma menina, de 11 anos, no Brasil, indignou a opinião pública: um hospital do estado de Santa Catarina recusou-se, inicialmente, a realização do aborto a essa criança, que tinha sido vítima de estupro, apesar de a interrupção voluntária da gravidez estar prevista em lei em casos de violência sexual e risco à vida materna. O hospital defendeu que a gravidez já tinha ultrapassado o limite de semanas permitido pelas normas internas.

Entretanto, o Ministério Público Federal (MPF) confirmou, na passada quinta-feira, dia 23, a interrupção da gestação.

Veja, agora, algumas das melhores imagens de Catarina Furtado, nas galerias de fotografias que preparámos para si.

Relacionados