No Instagram

Mulher do futebolista Ivan Cavaleiro recorda os três abortos: "Lembro-me de estar revoltada"

No Instagram, Andreia Filipa Nunes partilhou o drama que viveu.

Andreia Filipa Nunes
Andreia Filipa Nunes

Foi no Instagram que Andreia Filipa Nunes, mulher do futebolista Ivan Cavaleiro, decidiu abrir o coração e recordar os três abortos por que já passou.

"Aconteceu uma vez antes do [nascimento de] Jayden e duas vezes após o seu nascimento", afirmou Andreia Filipa Nunes, referindo-se ao filho, de dois anos.

De seguida, a empresária começa por recordar como aconteceu o primeiro aborto. "A primeira vez que engravidei tinha 21 anos, já descobri muito perto dos três meses", afirma, explicando, ainda, que, na altura, tinha uma viagem longa já marcada à qual a médica não se opôs: para a profissional de saúde, a fase de maior risco já tinha passado.

"Fomos a uma ilha e [ficámos] umas quatro horas sem comer. [...] Assim que chegámos dessa ilha, pedimos logo que trouxessem alguma coisa e assim fizeram. Trouxeram salada de polvo. [...] Aquela gente toda ficou doente, porque o polvo estava estragado e apanhámos uma intoxicação", relembra, afirmando que, entretanto, um médico examinou-a  e garantiu que estava tudo bem. Apenas recomendou que Andreia Filipa Nunes tomasse um soro para não desidratar.

"Entretanto, ficámos melhor e viajámos para Portugal. [...] Na altura já tinha nome, era a Alícia. [...] Lembro-me de a médica tentar ouvir os batimentos da bebé e já não conseguir. [...] Entretanto, confirmou que a única solução a partir dali era fazer um aborto no hospital e ir para casa medicada", conta.

"Nunca ficou provado qual foi a razão do aborto. [...] Lembro-me de estar revoltada. [...] Até que percebi que isto não me ia levar a lado nenhum", termina.

Quando Jayden tinha um ano e três meses, Andreia Filipa Nunes soube que estava grávida novamente. "Depois do Jayden, descubro que estou grávida outra vez. Novamente suspeitas de uma menina, seria a Jasmine. Vamos fazer a consulta da confirmação do sexo e a bebé já não tem batimentos", recorda a, também, diretora criativa.

Desse segundo aborto, Andreia Filipa Nunes relembra a postura insensível com que o médico encarou a situação: "Lembro-me de estar muito chocada a olhar para ele [...] e de ir para casa confusa".

"O terceiro aborto já foi uma coisa muito, muito mais ‘soft’. [...] Foi uma coisa inicial, tinha quase um mês e nem contei a ninguém", explicou.

Andreia Filipa Nunes termina o vídeo com uma mensagem de força para todas as mulheres que estão a passar pelo mesmo ou por problemas piores: "Devemos seguir a nossa caminhada, dando valor às coisas que, às vezes, nos passam ao lado, como o simples facto de termos uma casa, de termos saúde".

Veja, agora, os vídeos em que Andreia Filipa Nunes recorda os três abortos. 

Relacionados