Príncipe André envolvido em escândalo sexual

Príncipe André na Selfie
FBI investiga morte de Jeffrey Epstein, acusado de liderar uma rede de tráfico sexual de menores
Sarah Ferguson na Selfie

O filho do meio da rainha Isabel II está envolvido no escândalo sexual relacionado com o milionário Jeffrey Epstein, que se suicidou na prisão.

As primeiras notícias do envolvimento do príncipe André em casos de abuso sexual de menores foram encaradas como rumores, mas, agora, o Daily Mail garante ter provas de que as acusações são verdadeiras.

O jornal britânico assegura ter imagens do ex-marido de Sarah Ferguson ao lado de uma jovem na casa de Jeffrey Epstein, o milionário acusado formalmente de tráfico de menores, que se suicidou recentemente na prisão.

Epstein terá conhecido o príncipe André em 1999, durante uma viagem de uma semana ao Reino Unido e, recentemente, também foram descobertas visitas do duque de York à apelidada "Mansão dos Horrores", propriedade que o milionário tinha em Nova Iorque. 

Além disso, em junho de 2010, Epstein e Ghislaine Maxwell, a socialite acusada de recrutar raparigas menores de idade para a rede sexual, participaram numa festa que teve lugar no castelo de Windsor, tendo como anfitriã a rainha Isabel II, de forma a assinalar o 40.º aniversário do príncipe André, o 50.º aniversário da princesa Ana, o 70.º aniversário da princesa Margarida e o 18.º aniversário do príncipe William.

No ano seguinte, o duque de York conheceu um novo elemento do grupo de Epstein: Virginia Roberts, que afirma ter tido relações sexuais com o filho da rainha Isabel II em três ocasiões, em Londres e em Nova Iorque, quando tinha 17 anos. Os depoimentos de Virginia Roberts não foram considerados durante o julgamento em 2014 e, na altura, o príncipe André negou qualquer envolvimento sexualmente com ela.

"Negamos totalmente que o Duque de York tenha tido qualquer tipo de contato sexual com Virginia Roberts. As alegações são falsas e não têm qualquer fundamento", garantiu fonte oficial do palácio de Buckingham, mesmo depois de terem sido divulgadas fotos do príncipe André com a mão à volta da cintura dela.

Entretanto, agora, o pai das princesas Eugenie e Beatrice, através de fonte oficial do palácio de Buckingham, volta a mostrar-se indignado com as acusações: "Sua Alteza Real abomina a exploração de qualquer ser humano e a ideia de que poderia tolerar, participar ou encorajar este tipo de comportamento é repugnante."

"O duque de York ficou chocado com as reportagens recentes sobre os supostos crimes de Jeffrey Epstein", comunicou, ainda, o Palácio de Buckingham.