urlvisit

Emocionado, Marco Costa recorda situação dramática: "Queriam dar-me o bebé"

Marco Costa na SELFIE
Marco Costa lamenta: "Tenho nojo de pessoas que só olham para o seu umbigo"
Marco Costa distribui 400 cabazes alimentares: "Triste por não ter conseguido ajudar mais!"
Marco Costa: "A minha melhor amiga faz ano"
Marco Costa recorda o pai

Marco Costa falou sobre as iniciativas solidárias que tem desenvolvido e que ajudaram muitas famílias em dificuldades, durante o atual confinamento.

Depois de ver as pastelarias de que é proprietário fecharem, devido às regras impostas pelo Governo para o atual período de confinamento, Marco Costa decidiu arregaçar as mangas e pôr mãos à obra para ajudar quem está a passar por dificuldades económicas.

Convidado do programa "Casa Feliz", o pasteleiro falou sobre os casos dramáticos que tem acompanhado e emocionou-se, ao recordar uma situação de desespero que presenciou.

"Não gosto muito de falar sobre isso. Só torno público para chegar a mais pessoas. Há figuras públicas que não vão gostar e, se não gostarem, paciência, embrulhem, mas se temos uma responsabilidade é influenciar as pessoas a praticar o bem", começou por frisar Marco Costa, antes de contar: "Estive em Rio Tinto e vi pessoas a quererem dar-me o bebé. Estamos em Portugal, não num país de África! Estamos num país desenvolvido. As pessoas estão sem condições, desesperadas mesmo."

Marco Costa referiu, ainda, que, com a iniciativa solidária que organizou, já teve a oportunidade de ajudar 750 famílias.