Fátima Lopes: "Não há nada que me deixe mais feliz do que sentir a alegria de quem amo"

Fátima Lopes: "Hoje, somos nós que não passamos sem a Selfie"
Fátima Lopes fala sobre entrevista a Rita Pereira
Fatima Lopes fala sobre entrevista a Sofia Ribeiro
Fátima Lopes fala sobre entrevista a Paulo Pires
Fátima Lopes fala sobre entrevista a Pedro Pinto
Veja como Fátima Lopes mudou ao longo dos anos
Fátima Lopes na Disneyland
Fátima Lopes no Palco com Miguel Gameiro
Fátima Lopes na Selfie

Foi no blogue "Simply Flow" que a apresentadora escreveu um texto sobre a magia de ser madrinha e partilhou fotografias com os afilhados.

Fátima Lopes recordou o quanto ansiou por ser madrinha e a emoção que sentiu ao sê-lo pela primeira vez: "Sempre achei que ser madrinha acarretava uma enorme responsabilidade e disponibilidade para acompanhar a vida de um afilhado(a). Mas, desejava muito que isso acontecesse. Quando nasceu a minha sobrinha Margarida, filha da minha irmã, apaixonei-me imediatamente por ela. Era o primeiro bebé que eu acompanhava de perto. Na altura, eu ainda não tinha filhos e a Margarida possibilitou-me a descoberta de um mundo novo. Apesar da minha irmã morar bastante longe, passei a visita-lá com muito mais regularidade. Não queria perder nenhum momento, nenhuma fase, do seu crescimento. Foi a primeira bebé a quem mudei as fraldas, dei o biberão e o banho. Tudo isso me enchia a alma. A Margarida despertou em mim a vontade de ser mãe. E, quando a minha irmã e o meu cunhado me convidaram para ser madrinha, fiquei profundamente emocionada. Era tudo o que eu queria. Oficializar aquilo que eu já sentia no meu coração: um imenso amor e vontade de fazer tudo para que ela fosse feliz."

19 anos depois, Fátima Lopes foi, novamente, convidada para ser madrinha: "Quando menos esperava, a vida coloca-me de novo o desafio de ser madrinha. É público que eu e o Francis Obikwelu somos grandes amigos há 12 ou 13 anos. Ele costuma brincar dizendo que em Portugal sou um pouco sua mãe. Isto porque a sua mãe biológica quando me conheceu, decidiu entregar-me esta responsabilidade. Gosto muito do Francis pela pessoa que é. Tão puro, que faz confusão. Acha que toda a gente tem um coração nobre como o dele. Os meus filhos adoram-no, até porque tem uma ótima energia e sentido de humor. Escusado será dizer que quando me apresentou a mulher que conquistou o seu coração, fiquei feliz. Mais tarde a notícia de que iam ser pais, deixou-me delirante. Para mim era a chegada de mais um sobrinho. Quando decidiram escolher-me para madrinha, senti uma enorme alegria e emoção. Agora era um menino. O meu Christian nasceu no dia 8 de janeiro deste ano. É um bebé tranquilo, mas apesar de ser ainda tão pequenino, palra muito. Dá imensas gargalhadas quando brincamos com ele e não há nada que me deixe mais feliz do que sentir a alegria de quem amo. Adormecer no meu peito é o melhor que me pode dar. E, o nosso caminho ainda só agora começou. Sei que vou amar e cuidar dos meus afilhados, como só uma madrinha de verdade consegue fazer. Porque os quero muito."

Acompanhe o blogue da apresentadora AQUI