Conhecida a sentença dos donos do automóvel conduzido por Angélico Vieira no fatídico acidente

Oito anos após o fatídico acidente, foi conhecida a sentença dos donos do automóvel conduzido por Angélico.

Augusto Fernandes, o dono do stand de automóveis acusado de falsificar a assinatura de Angélico Vieira num contrato de compra e venda do carro que o cantor conduzia na noite em que sofreu o fatídico acidente, e a ex-mulher conheceram esta sexta-feira, dia 22, a pena que lhes foi atribuída.

A sentença foi lida no Tribunal de Matosinhos e condenou o ex-casal a dois anos de pena suspensa, por falsificação de documentos.

Augusto Fernandes e a ex-mulher foram absolvidos dos crimes de burla qualificada e de abuso de confiança. 

Recorde-se que Angélico Vieira perdeu a vida aos 28 anos, na sequência de um grave acidente de viação,  na madrugada de 25 de junho de 2011, quando seguia ao volante de um BMW 635, na A1.

Relacionados

Patrocinados