Judite Sousa sobre Cristiano Ronaldo: "Santos e santas só no céu"

Judite Sousa na Selfie
Cristiano Ronaldo na Selfie!
Indignada, Katia Aveiro insulta mulher que acusa Cristiano Ronaldo de violação
Apoiado pela família, Cristiano Ronaldo assiste a jogo da Juventus na bancada

Foi com palavras ponderadas que Judite Sousa comentou o caso de Cristiano Ronaldo, no blogue que lhe pertence.

Sem apontar o dedo a ninguém, Judite Sousa mostrou-se imparcial, escolhendo falar sobre o que "sabemos e o que não sabemos" do internacional português.

"Sabemos que nasceu num ambiente de extrema pobreza no Funchal. Sabemos que veio para Lisboa sozinho jogar futebol no Sporting com pouco mais de 11 anos. Sabemos que vingou como futebolista, daí a contratação pelo Manchester United. Sabemos que ajudou financeiramente a família. Sabemos que fez tudo para recuperar a saúde do pai que era alcoólico. Sabemos que “tirou” o irmão do caminho das drogas. Sabemos que marca muitos golos e é ainda considerado o melhor jogador do mundo [...]", começou por dizer.

"Não sabemos em que circunstâncias se aproximou da norte-americana que o acusa de violação. Não sabemos se existiram relações sexuais forçadas ou não. Não sabemos se a versão do Der Spiegel, com múltiplos detalhes, é verdadeira ou não. Não sabemos por que é que existiu um acordo de confidencialidade mediante o pagamento de cerca de 350 mil dólares", acrescentou.

Ainda sobre o que não se sabe do craque e da polémica que protagoniza, a pivô da TVI comentou: "Não sabemos se existiu algum contacto entre ambos ou entre advogados entre 2009 e 2018. Não sabemos qual é a defesa de Ronaldo. Não sabemos o que ele, os seus representantes – Gestifute e advogados – têm a dizer sobre a gravidade das acusações.
Entre o que sabemos e o que não sabemos, talvez seja melhor ficarmos mesmo com as perguntas e não sermos nós a antecipar respostas. Até porque santos e santas só no céu é mesmo esses é para quem acredita."

Recorde-se que o capitão da Seleção Nacional foi acusado de abuso sexual, por parte de Kathryn Mayorga. As acusações são referentes a junho de 2009, ainda que, agora, tenham sido revelados mais pormenores do caso. A norte-amerciana, de 34 anos, deu uma entrevista à revista alemã "Der Spiegel", na qual afirmou que, na altura, num hotel em Las Vegas, Cristiano Ronaldo a obrigou a praticar sexo anal, e que lhe terá pago 325 mil euros pelo silêncio.