Após tragédia, Rita Pereira exige justiça e afirma: "Ser contra o racismo não é uma moda"

Foi no passado dia 25 de julho que Bruno Candé foi assassinado, em Moscavide, por um homem de cerca de 80 anos, com quatro tiros à queima roupa. Logo nesse mesmo dia, o SOS Racismo exigiu "justiça" no caso da morte deste ator, considerando tratar-se de "um crime com motivações de ódio racial".

De lá para cá, vários rostos conhecidos do grande público têm-se manifestado publicamente, a propósito desta tragédia. Foi o caso de Rita Pereira, que deixou um testemunho emotivo, no Instagram, este sábado, dia 1.

VEJA MAIS