urlvisit

"Big Brother". Edmar lança farpas a Teresa: "Se ela queria comer, que fosse para um restaurante"

Edmar revê imagens de Helder no "Big Brother" e fica em choque: "É homofóbico"
Edmar emociona-se com mensagem de Goucha
Edmar: «Eu sempre soube que era diferente»
"Big Brother": conheça o concorrente Edmar Teixeira
"Big Brother": conheça a concorrente Sandrina Pratas

Numa entrevista à repórter digital da TVI Marta Neves, o ex-concorrente Edmar falou sobre a experiência durante e após o "Big Brother".

Edmar começa por afirmar que a última semana tem sido bastante divertida: "Já conheci muita gente, já tenho o meu telemóvel, já posso falar com os meus amigos... E o apoio de toda a gente é algo que nunca pensei. Estou a adorar muito. E tenho recebido muitas mensagens às quais vou tentar responder o mais breve possível. Estou muito feliz aqui fora".

Aliás, o segundo concorrente expulso acaba por esclarecer que queria mesmo sair da casa mais vigiada do país: "Queria sair, porque ficava ali a stressar, a pensar como ia ficar naquela casa durante três meses. E também pensava como aquilo ia ser, com aquelas brigas todas. No 'Big Brother' britânico, não é assim. Nessa versão, os concorrentes são mais amigáveis, mais tranquilos. Eu estava ali era para me divertir, não era para mandar vir com os outros. Além disso, quando me queria expressar, não corria lá muito bem".

Após ter admitido que a barreira da língua também pode ter dificultado a sua ligação com os outros concorrentes - afinal, Edmar é mais fluente no inglês -, o jovem confessou que, em relação a toda a polémica que envolveu o Hélder, não se sentiu à-vontade para seguir a sua intuição e emoção, devido à pressão de grupo, que, desde o começo, apoiou o Hélder. 

Edmar ainda explicou que Sandrina, Sónia, Soraia, Iury e Ana Catharina são as suas concorrentes preferidas: "São os meus amores. Têm um coração de ouro. É delas que sinto mais falta".

O ex-concorrente aproveitou para defender Sandrina e lançar farpas a Teresa - recorde-se que ambas tiveram uma discussão acesa, na última semana. "Não sei por que motivo ela está a fazer isto. Não lhe fica nada bem. Juro que, quando vi a discussão, comecei a chorar [...] Se ela queria comer, que fosse para um restaurante e não para o 'Big Brother'", afirma.

Veja, agora, a entrevista, na íntegra, a Edmar.