Horóscopo

Tarot deixa avisos para os signos! Veja as previsões para a semana de 26 de fevereiro a 3 de março

Veja as previsões do horóscopo para os diferentes signos, interpretadas por Vera Xavier LifeCoach & Tarot, para a semana de 26 de fevereiro a 3 de março.

LifeCoach & Tarot
  • 26 fev, 16:14
Vera Xavier
Vera Xavier

CARNEIRO - 5 de Copas

 

"Em relação a qualquer coisa nunca digas: «Perdi-a»; diz, ao contrário: «Devolvi-a». Morreu-te o filho? Devolveste-o. Morreu-te a mulher? Devolveste-a. O teu tesouro foi roubado? Foi também devolvido. Mas quem o roubou é um miserável? Que te importa por quem o retirou aquele que to dera? Enquanto te deixam tais bens, toma conta deles como de um bem que pertence a outrem, como fazem os viajantes numa hospedaria." - Epicteto

Não somos donos de nada e de ninguém. Somos companheiros de viagem com ajudas pelo caminho que, quando findam a sua missão, seguem o seu próprio rumo. Se esse caminho não coincide com o nosso para quê forçar? O que sabemos nós acerca do que é melhor para nós?

O que o Tarot transmite é que existem momentos na vida em que a perda é inevitável, visto que cada um tem o seu próprio processo pessoal. Por outro lado, também não nos podemos esquecer que o ser humano só aprende a dar valor ao que tem quando o perde, verdade?

Estes momentos são extremamente relevantes, porque nos ensinam como agir numa próxima vez. Como devemos agir de forma a evitarmos - tanto quanto humanamente possível - a dor numa nova perda. As perdas são inerentes ao facto de termos algo. Aprendemos com estes eventos, a não colocar em situação de risco escusados as nossas relações, os nossos bens, o nosso emprego, a sermos mais tolerantes com a família e amizades. Tudo seria bem diferente se nós, em vez de pensarmos em tudo o que não possuímos, do tipo: "Como seria se fosse meu?", começássemos a pensar com mais frequência "como seria se eu perdesse?".

O 5 de Copas tem algumas semelhanças com o arcano maior A Morte, sendo que, nos aconselha a pôr de lado as dependências emocionais - e outras, e a não ter tanto medo da perda e das mudanças. Não consegue impedi-las mesmo que sofra muito por antecipação. A resistência potencia a experiência, tornando-a mais dolorosa. Deixe que a vida tome o seu rumo, ela sabe o que faz. 

**

Quer marcar uma sessão comigo? Encontre-me aqui Vera Xavier | Tarot de Ísis

 

TOURO - 5 de Paus

 

"As pessoas educam para a competição e esse é o princípio de qualquer guerra. Quando educarmos para cooperarmos e sermos solidários uns com os outros, nesse dia estaremos a educar para a paz." - Maria Montessori

Será mesmo este o mundo em que vivemos? Não. É verdade que a sociedade nos impele a sermos competitivos, a querermos mais, a sermos melhores, mas, à custa do quê ou de quem? É o facto de encontrarmos rivais que faz com que não paralisemos ou nos deixemos levar pela inércia de uma vida sem objetivos maiores, mas isso é bom, isso é positivo para nós. A competição estimula-nos. E se substituíssemos a inveja por admiração, por ambição saudável? Se os outros conseguiram porque é que não haveríamos nós de conseguir? O busílis é que perdemos pelo caminho algumas noções de ética e bons valores. É aí que a competição se torna pouco saudável e a ganância ganha poder.

Refreie os seus impulsos competitivos - não construtivos - e perceba quais foram as razões (motivações) que a/o levaram a desejar seguir determinado caminho. É por si mesmo ou é para se vangloriar perante este ou aquele? Será apenas um sacrifício em prol de um melhor status? A pergunta sacramental é: gosta mesmo do que faz, faz com honestidade espiritual?

Por outro lado, o 5 de Paus é a lâmina dos pequenos mas irritantes percalços de vida, como por exemplo, o facto de fechar a porta de casa com a chave lá dentro ou de acabar gás quando está no duche… Estas pequeninas coisas podem ser um desafio enorme ao nosso precário equilíbrio e serenidade. As reações a esses episódios demonstram como estamos de facto, reagimos com normalidade ou explodimos?

**

Quer marcar uma sessão comigo? Encontre-me aqui Vera Xavier | Tarot de Ísis

 

GÉMEOS - 5 de Ouros

 

Existem períodos na nossa vida em que parece que não temos tempo para nada. Temos 1001 tarefas para fazer por dia e isso - de forma inconsciente - agrada-nos e porquê? Porque assim não temos que pensar no que se está a passar por dentro de nós e principalmente no que está por resolver. Como a fase do corre-corre não dura para sempre e eventualmente teremos de parar, aí vamos ser confrontados com as vicissitudes que estivemos a fugir. Sim, aquelas coisinhas que varremos para baixo do tapete. 

Sempre que o 5 de Ouros surge é porque nos sentimos incompletos ou com uma sensação de carência que aparentemente pode ter a ver com questões materiais mas na realidade é bem mais profunda do que isso. 

Alguma ferida do passado mal curada poderá estar a influenciar o seu dia-a-dia, a maneira como se relaciona com quem está à sua volta e até mesmo a relação consigo. Não deixe que as memórias menos felizes tomem conta da sua mente, que lhe baixem a auto-estima e a/o façam duvidar de si mesma/o e das suas competências. 

"A cada dia em que acordamos é um novo começo, é mais uma oportunidade. Saboreie esse dia, sinta-lhe o gosto de liberdade. Inspire profundamente o ar da manhã, deguste a fragrância da oportunidade. A vida é a matéria-prima. Nós somos os artesãos." - Cathy Better

Sente que está a faltar alguma coisa na sua vida? Quando isso nos acontece tendemos a associar a algo exterior a nós e é aí que procuramos coisas materiais ou pessoas que preencham esse vazio. O desafio é que esse vazio tem que ser resolvido e preenchido por nós mesmos, pela nossa relação connosco mesmos e com a Vida. Por favor, mantenha em mente que nada exterior a nós nos completará. 

**

Quer marcar uma sessão comigo? Encontre-me aqui Vera Xavier | Tarot de Ísis

 

CARANGUEJO - 9 de Paus

 

"Pronto, pronto já passou…" Eram estas as palavras ternas que uma boa mãe, pai ou avós usavam para acalentar as nossas dores. Faziam festinhas a acompanhar enquanto tentavam desviar a nossa atenção para outras coisas (e se não fizeram deviam ter feito!). O mesmo faz o Tarot esta semana. Ele pede-lhe que ao invés de ficar numa atitude de vitimização, encontre estratégias para aligeirar a situação. Quando se voltar a focar nelas vai ver que não são assim tão duras. 

O tempo ajuda a ter outra perspetiva das coisas, assim como a distância. Dê tempo para que, o que quer que seja, arrefeça, especialmente a sua mente. Como sabe quando agimos impetuosamente dá, muitas vezes, asneira e algumas delas irremediáveis. Não se tomam decisões importantes quando envolvidos em emoções passageiras. Não, nunca. [Mulheres, nunca se tomam decisões com TPM)

Não se esconda atrás das memórias. Não as use como desculpa para não andar para a frente. Há sempre assuntos para resolver, claro, há sempre aspetos a melhorar, sempre. A partir daí temos duas opções: tentamos de forma madura e confiante aperceber-nos desses aspetos e trabalhamos neles ou temos aquela atitude triste de "agora já não há muito a fazer" ou "'tou cansada/o demais" ou ainda "quem quiser gosta quem não quiser…". Isto é um bocado de respeito pela nossa missão/propósito e principalmente por nós mesmos, enquanto seres divinos, não será?

Esta semana, o Tarot tem uma mensagem de força para si. Ele pede que seja ainda mais corajosa/o e não aceite nenhum “não” que sabe ser importante para si. Lute e lute e lute mais um pouco. Está quase lá, vai desistir a 2 terços do Caminho?

**

Quer marcar uma sessão comigo? Encontre-me aqui Vera Xavier | Tarot de Ísis

 

LEÃO - 4 de Ouros

 

"A ciência poderá ter encontrado a cura para a maioria dos males, mas não achou ainda remédio para o pior de todos: a apatia dos seres humanos." (Hellen Keller)

Vamos por partes…vamos começar por algumas palavras ou expressões-chave desta lâmina: recusa em mudar ou ceder; resistir à mudança; Possessividade; mania do controlo; estagnação. Como vê estas não são palavras minhas, isto é só para ver que eu não tenho culpa que saiam tantas lâminas a falar sobre o mesmo. É o chamado "mais do mesmo". Os deuses estão a mandar-lhe várias vezes a mesma mensagem que pode ser algo do género: Bora lá mudar um pouquinho, querido Peixinho? Vamos trabalhar em nós próprios? Vamos conhecer-nos a fundo e progredir? Vamos deixar para trás aquilo que não interessa e que está a travar a nossa escalada? Vamos deixar de usar desculpas esfarrapadas para não fazer o que há a fazer? Boa ideia. Sabe, a única pessoa que perde com uma possível estagnação é você mesmo, está ciente disso, não está? Os seus adversários irão sorrir ao perceberem a sua desistência e os outros… bom, os outros estão demasiado atarefados com a sua própria labuta. Como vê, o melhor é tomar conta de si. Mime-se, ama-se e respeite, sabe porquê, porque é a pessoa mais importante do seu mundo.

Se quer que a sua vida seja mais animada, mais preenchida, tem que dar o primeiro passo. O Tarot diz que há muita coisa para ser vivida desde que o permita.

**

Quer marcar uma sessão comigo? Encontre-me aqui Vera Xavier | Tarot de Ísis

 

VIRGEM - A Papisa

 

"Também caímos quando queremos levar o peso sozinhos. Sem humildade, não pedimos... e como não podemos, caímos. Quando me tento bastar a mim mesmo revelo fraqueza, assim como, quando peço ajuda, encontro a grandeza da força que nasce do amor." - José Luís Nunes Martins

A Papisa (associada à Grande Mãe Ísis), é a mais misteriosa de todos os Arcanos do Tarot. Muitas vezes, ela indica que algo em algum aspeto da vida ainda não foi revelado, algo está para ser deslindado e vai trazer soluções e paz. YES! É possível que durante esta fase se sinta mais inspirada/o e predisposta/o a descobrir mais acerca de si e até de ter algumas boas ideias de como deve melhorar ou mudar a sua rotina. Vamos mexer mais? Não falo só em treino físico, mas em outras atividades estimulantes, i.e. intelectuais

Novos insights podem surgir na sua mente. Qual deles é o melhor? Calma, vamos pensar profundamente num de cada vez antes de saltarmos para conclusões, pode ser?

Esta é a lâmina do Conhecimento interno e ancestral que todos sem exceção temos, ou seja, deve buscar as respostas no seu subconsciente. Grande desafio este. Pode ser nos sonhos, nos feelings, nas palavras que lê num livro, num reels, onde quer que seja. As mensagens podem surgir de formas bem fora da caixa. 

A lâmina da Papisa também pode influenciá-la/o na procura de outro tipo de assuntos. Assuntos mais profundos, mais esotéricos. Portanto, não se espante se se vir de repente numa livraria à procura de livros que nunca pensou ler. A vida tem destas coisas e é isto que a faz tão interessante. O imprevisível acontece. Não corte esta energia. Deixe-a fluir, porque é esta curiosidade que conduz à Sabedoria. E o que é a Sabedoria? É a união entre o conhecimento e o Amor.

Em termos práticos, a Grande Sacerdotisa pede tolerância e compreensão face à fragilidade, ou aquilo que considera fragilidade nos outros. Veja para além do que está à vista, do que é habitual. Veja para além das ações, para além da agressividade que tantas vezes esconde medo e insegurança. Seja mais compassivo, cauteloso e justo  nas avaliações que faz.

**

Quer marcar uma sessão comigo? Encontre-me aqui Vera Xavier | Tarot de Ísis

 

BALANÇA - Ás de Copas

 

"Os loucos abrem caminhos que mais tarde percorrem os sábios." - Eduardo Marinho [Um herói brasileiro improvável]

Se quisermos racionalizar podemos dizer que este é o arcano da inteligência emocional. Ela é, contudo, uma lâmina de muito poder. Ela representa o poder do Amor, o mais absoluto de todos os poderes. Através de um Amor sadio conseguimos alcançar o que nos propusermos, inclusive a paz de espírito que alguns de nós tanto anseiam. Ouço muita gente a desejar paz mas não consegue largar as raivas, as culpas, as mágoas, os ressentimentos e tantas vezes, até ódios de estimação. Consciente ou inconscientemente, agarram-se a estes sentimentos como bóias de salvação, como desculpa para os nossos infortúnios. "Fizeram-me isto, portanto eu também faço, eu também posso", e assim se vai perdendo tempo sendo igual ao que não tem valor. Baixamos a nossa fasquia em vez de a subirmos. É mais fácil assim. Será? Do ponto de vista intelectual é com certeza. 

Progredir requer trabalho, esforço, dedicação e alguma força de vontade, mas para isso nós não temos tempo porque estamos às voltas no carrossel da vida. Ou é essa a história que contamos a nós mesmos. Qual é a história que conta a si mesma/o?

Esta semana, vai ser dada uma oportunidade de mudar qualquer coisa na sua existência. Uma oportunidade de se testar e melhorar vem a caminho. E como é que nos melhoramos? Enfrentando novamente alguma situação em que não estivemos tão bem anteriormente. Uma prova vem aí, muito possivelmente esta situação tem a ver com o coração, por favor, não estrague!

**

Quer marcar uma sessão comigo? Encontre-me aqui Vera Xavier | Tarot de Ísis

 

ESCORPIÃO - 8 de Ouros

 

"Todos vós que amais o trabalho desenfreado (...), o vosso labor é maldição e desejo de esquecerdes quem sois." - Nietzsche [Confesso que é um dos meus pensadores preferidos]

Trabalho, trabalho e mais trabalho… Dizem que o trabalho dignifica, bem, então, quer dizer que somos mais do que dignos, somos uns autênticos reis. Anda a exagerar no trabalho, querida/o filha/o de Plutão? Assim parece.

O 8 de Ouros pede paciência e mais um pouco de perseverança. Sim, só mais um pedacinho. Ainda não chegou à velocidade de cruzeiro, mas está próximo. :)

Quanto mais se entregar àquilo em que acredita melhor serão os frutos a colher, e isto pode referir-se às questões profissionais, amorosas ou espirituais.

Quando o tema é o amor, esta lâmina diz que a monotonia está à espreita – se é que não se instalou já, e que é preciso tomar medidas fortes no combate a esta erva daninha.  Não há romance no relacionamento? Não importa aqui de quem é a culpa. Há cumplicidade? Há tolerância? Ou será que há demasiado orgulho?

Não há amorzinho? Está no mercado, por acaso? Quer ser descoberta/o a torre de marfim? Isso não existe.

São muitas as vezes em que nos escondemos atrás do trabalho para não enfrentarmos isto ou aquilo. Fugimos mas nem sequer sabemos bem do que é que fugimos. Só sabemos que temos de ocupar o tempo, a mente e temos de ser "bons" no que fazemos e temos que ser melhores do que os outros, e lá vamos caminhando como ratinhos de roda… ou melhor, esse é um caminho que nos pode levar à ratoeira!

Equilíbrio é o que o Tarot pede. Tudo é importante. Tudo faz parte do todo. A carreira, a família, o Amor, os amigos, o bem-estar, o lazer, tudo isto tem – ou deveria ter - o seu devido peso na balança. Temos tempo e energia para gerir estes vários departamentos, é só uma questão de organizar melhor a agenda e a mente.

**

Quer marcar uma sessão comigo? Encontre-me aqui Vera Xavier | Tarot de Ísis

 

SAGITÁRIO - 4 de Paus

 

"A felicidade é um problema individual. Aqui, nenhum conselho é válido. Cada um deve procurar, por si, tornar-se feliz." Ah, o Sr. Freud ainda mexe, ainda dá cartas. Esta máxima será eternamente atual.

Esta feliz frase ilustra bem o significado desta lâmina que transmite solidez e bem-estar. Pois, a solidez e a paz de espírito devem andar de mãos dadas. Vale de pouco esta paz se estivermos entupidos de preocupações com as nossas necessidades, seja lá o que isso for ou quais forem. Quantas e quantas vezes tivemos vontade de pôr uma mochila às costas e desaparecer? Umas tantas, verdade? A questão é que esse pensamento, ou essa vontade, surge quando queremos fugir, por norma, da dor. Isto é inato em nós, seres humanos. Só não fugimos senão pudermos. Somos pouco corajosos porque a nossa auto-estima raramente está saudável. Um dia que esteja, pode ter a certeza de que a vida se tornará bem mais interessante e até divertida. 

O 4 de fogo é uma lâmina de tranquilidade e particularmente positiva no que diz respeito aos amores, mas não só. Se está a começar um relacionamento ou uma parceria profissional, viva com intensidade e se não resultar valeu pela experiência. O que importa é viver o que o destino lhe traz. O arrependimento é um sentimento pesado porque é carregado de culpa. Não quer sentir isso, pois não? Outra vez não, pois não?

**

Quer marcar uma sessão comigo? Encontre-me aqui Vera Xavier | Tarot de Ísis

 

CAPRICÓRNIO - Rainha de Paus

 

"Eu acho incrível colar essa pregação de fazer o bem por interesse pelo prémio e evitar o mal por medo do castigo. Eu acho que não é por aí: Acho que a modificação tem que ser interna e sincera." - Eduardo Marinho [Um improvável herói brasileiro]

Existem sempre duas maneiras de encarar a vida: ou se acha que os problemas são desafios para serem ultrapassados e que portanto, farão com que prosperemos como pessoas ou, então, achamos que a vida é um aglomerado de desafios impossíveis de solucionar. Como é evidente, quem faz parte do primeiro grupo tem infinitamente mais probabilidades de ser um vencedor. 

Um vencedor é aquele que, apesar de ter os joelhos em ferida de tanto cair, continua à procura do seu próprio caminho e dos seus sonhos, mesmo que toda a gente lhe diga que é uma perda de tempo. Um vencedor não tem medo de falhar tal como não tem medo de vencer. Ele não tem medo de brilhar. Não tem medo dos outros. Brilhar é capaz de ofuscar quem não está habituado à Luz e que por isso mesmo critica o que não conhece e o que sabe que não consegue fazer… ou acha que não consegue porque tem medo de falhar. Esse falhará sempre. Ser diferente não é fácil tendo em conta que nos pode deixar à margem da sociedade, MAS, quem é que quer fazer parte de uma sociedade infeliz e cinzenta?!

A Rainha de Paus é a mais dinâmica de todas as rainhas. Ela é a primeira a lutar por uma boa causa, é otimista e recebe com alegria e entusiasmo as mudanças que vão emergindo. Talvez seja este o empurrão que está a precisar para começar a pôr em prática aquele projeto que há tanto tempo tem vindo a planear. Seja ele pessoal ou profissional está na altura de agir.

**

Quer marcar uma sessão comigo? Encontre-me aqui Vera Xavier | Tarot de Ísis

 

AQUÁRIO - 7 de Ouros

 

"O que julgamos, o que dizemos, o que fazemos, estabelece a nossa identidade. Cria a nossa essência. Define-nos. Esse é um dos nossos maiores talentos: a liberdade de nos escolhermos." - José Luís Nunes Martins

O número 7 do elemento terra mostra que se tem dedicado bastante aos objetivos que traçou para si própria/o. Perseverança, empenho e dedicação não lhe têm faltado, mas, talvez tenha chegado a hora de fazer um balanço dos últimos meses/anos. O que é que conseguiu concretizar até agora? Quais foram os modelos, as estratégias usadas? O que é que poderá ter conquistado e falhado? E o mais importante, será que é esse mesmo o Caminho que quer percorrer? Naturalmente, mudamos de ideias e de gostos quase sem darmos por isso, aliás como diria Schopenhauer: "Nada é permanente senão a mudança", por isso, temos todo o direito a mudar de planos e de objetivos, principalmente se os anteriores já não fizerem sentido. Demasiadas vezes, a perseverança - ou teimosia - tornam-nos rígidos, mas, as vítimas dessa atitude somos nós mesmos. Portanto, mude de ideias as vezes que forem necessárias até o seu coração expandir de alegria. E isto aplica-se a todas as áreas da vida. 

Faça uma pausa e pondere se o que precisa neste momento é dedicar mais tempo aos seus projetos profissionais ou aos pessoais ou gerir melhor o tempo que tem para cada um deles. Dê um passo atrás, pense novamente, crie novas estratégias ou avance numa nova direção. Sem pressão, sim? Tem tempo.

**

Quer marcar uma sessão comigo? Encontre-me aqui Vera Xavier | Tarot de Ísis

 

PEIXES - 3 de Copas

 

"Quem é amigo de toda a gente não é amigo de ninguém. A amizade é séria demais, é bela demais para poder ser partilhada com muitas pessoas." - Pedro Chagas Freitas

Uma boa amizade ajuda-nos a levar a vida com mais ânimo e a entender melhor o que se passa connosco porque converte as tormentas e as tempestades emocionais em dias límpidos. Uma bonita amizade - que é uma outra forma de amor ou uma nuance - ilumina com uma luz as trevas e a confusão dos nossos pensamentos. Quando temos a cabeça a andar à roda com tantas ideias, perguntas e medos é bom partilhar com alguém da nossa confiança, porque ajuda-nos a clarificar e organizar a nossa mente. Começamos, então, a ver as coisas de outra perspectiva, ordenamos as nossas prioridades de forma mais eficaz e sentimo-nos mais seguros dos próximos passos a dar porque sabemos que está ali alguém que nos apoia incondicionalmente. E mesmo que não tenhamos amigos físicos, eu tenho a certeza de que temos os outros mais levezinhos, mais diáfanos. :) 

O 3 de Copas fala principalmente de amizade, de partilha e de trabalho de equipa. Talvez esteja na hora de fazer novas amizades e parcerias. É hora de deixar cair algumas proteções de forma a poder dar um pouco mais de si, já que, é dando que se recebe. Como é que quer que os outros confiem em si se tem dificuldades em confiar em alguém? 

Tome a iniciativa e organize jantares, tertúlias, borgas (comedidas ou não!).

**

Quer marcar uma sessão comigo? Encontre-me aqui Vera Xavier | Tarot de Ísis

Relacionados

Patrocinados