urlvisit
SELFIE ASTRAL

Sabia que Fernando Pessoa era astrólogo e previu a própria morte? Paulo Cardoso explica-lhe tudo

Paulo Cardoso
Astrólogo
Sabia que Fernando Pessoa era astrólogo e previu a própria morte? Paulo Cardoso explica-lhe tudo
Já ouviu falar em aspetos astrológicos? Paulo Cardoso explica-lhe tudo
Como são os nativos do signo Gémeos? O astrólogo Paulo Cardoso explica
O que é o livre-arbítrio? O astrólogo Paulo Cardoso explica
Paulo Cardoso explica tudo sobre as casas astrológicas: "As áreas mais importantes da nossa vida"

Foi na Selfie ASTRAL que Paulo Cardoso decidiu falar sobre os feitos de Fernando Pessoa, enquanto astrólogo.

É possível prever a morte? Mas é muito difícil prever a morte no horóscopo. Isto é um assunto muito sério, no entanto, Fernando Pessoa [...] era tão bom astrólogo que se especializou neste ponto. [...] Estou a falar num astrólogo, em particular. [...] Desde os seus 20 anos até, praticamente, até aos seus 47 anos, ele interessou-se por astrologia e percebeu que havia uma lacuna, e não havia um tratado bem escrito, bonito e bem formado em português. Ele próprio quis compilar todos esses textos par um tratado. [...] 

"O que eu disse e que agora vou desenvolver mais é que o Fernando Pessoa fez 300 e tal horóscopos - recordo, a título de curiosidade, que, na altura em que ele fazia astrologia, levava-se cerca de 7 horas a fazer um horóscopo, fazia-se todos os cálculos à mão [...] - e um dos horóscopos que ele fez, foi o cálculo para a morte de Raul Leal, [filósofo e amigo de Fernando Pessoa] [...]"

Paulo Cardoso ampliou o tal horóscopo de Raul Leal, feito pela mão do poeta português e explicou os cálculos realizados: "[...] Fernando Pessoa, em 1923, fez três vaticínios para Raul [...] para muitos anos depois: um para 1957, outro para 1950, e outro para 1964. [...] E o que se passa é que os dois primeiros vatícinios é o sol a fazer um bom aspeto com Saturno, o que dá um ano/momento bom na vida de Raul Leal, e, depois, é o sol a fazer um bom aspeto com o Meio do Céu, que é a carreira, a realização, a obra [...]. Por isso, ele [Fernando Pessoa] dizia que em 1950 e em 1957 havia aspetos positivos. Mas, para 1964, Fernando Pessoa previu um aspeto negativo, difícil, que tinha a ver com Sol e Neptuno, e o que é que é Neptuno? São as doenças.  

"[...] Ele especializou-se nesta área. É muito difícil de calcular. [...] Ele era quase especialista em perceber quando é que a pessoa corria perigo de vida. Um especialista fantástico a descobrir quais os momentos mais difíceis da vida das pessoas. [...]"

Será que o grande escritor e astrólogo português profetizou a morte do amigo? Saiba tudo no vídeo e conheça as restantes declarações.