SELFIE ASTRAL

Paulo Cardoso dá-lhe a conhecer o poema que Fernando Pessoa escreveu para o seu signo

Paulo Cardoso
Astrólogo
Paulo Cardoso dá-lhe a conhecer o poema que Fernando Pessoa escreveu para o seu signo
Sabia que Fernando Pessoa era astrólogo e previu a própria morte? Paulo Cardoso explica-lhe tudo

Na rubrica Selfie ASTRAL, Paulo Cardoso explicou que a segunda parte do famoso poema épico-lírico de Fernando Pessoa, que corresponde ao "Mar de Portugal", fala sobre cada signo do horóscopo.

"Fernando Pessoa fez um conjunto de poemas que se chama 'Mar Português', com 12 poemas, e cada um dos poemas tem a ver com cada um dos 12 signos. [...] Foi por causa deste número 12, dos poemas de Fernando Pessoa, que eu fiquei a pensar por que é que seriam 12. E depois comecei a ver e a ler, no espólio de Pessoa e nos documentos que ele tinha deixado, e a perceber que, afinal, ele conhecia o suficiente para fazer os poemas ligados aos [signos]"

"'O Infante' tem a ver com Carneiro. O segundo, chama-se 'Horizonte', justamente, o Touro, que tem a ver com a natureza, a terra, etc. Relativamente, aos gémeos é o Padrão. O próprio Fernando Pessoa era do signo gémeos. Caranguejo é aquele poema que todos conhecemos, 'O Monstrengo', que tem a ver com o monstro que está no fundo do mar, e porquê? Não tem nada de monstruoso, tem é a ver com os medos, com o eco, as tormentas, da noite [...] Depois vem o Epitáfio de Bartolomeu Dias, que tem a ver com o Leão. [...] Até Peixes que tem a ver com o poema 'Prece'."

Seguindo a ordem de ideias do astrólogo, os signos Balança, Escorpião, Sagitário, Capricórnio, Aquário e Peixes correspondem aos poemas "Os Colombos", "O Ocidente","Fernão de Magalhães", "Ascensão de Vasco Da Gama", "Mar Português", "A Última Nau", respetivamente. 

Assista, agora, ao vídeo.