"Casa dos Segredos": Helena Isabel submete-se a nova cirurgia estética

Helena Isabel na Selfie
Helena Isabel é o novo rosto das madrugadas da TVI
Helena Isabel no programa "1000 À Hora"
"Casa dos Segredos": Helena Isabel voltou para o ex-namorado acusado de violência doméstica?
Helena Isabel revela ter sido vítima de violência doméstica

Foi através das redes sociais que Helena Isabel partilhou com os fãs que se submeteu a uma nova cirurgia estética, para melhorar a aparência.

Desta vez, a vencedora da sexta edição do reality show da TVI optou por não revelar qual foi, exatamente, a intervenção que terá feito na zona dos glúteos.

"Rabinho novo e alguma casquinha d’orange! Quero colecionar cirurgias tal e qual como a duquesa de Alba! Choices (escolhas)...", escreveu a ex- concorrente da "Casa dos Segredos".

Numa entrevista recente no "Jornal das 8", Helena Isabel revelou pormenores inéditos de uma relação com episódios de violência doméstica.

"Vivi uma relação que ao início era maravilhosa. Isto para dizer que as pessoas também têm coisas boas, mas as coisas más sobrepõem-se. Estas pessoas não são totalmente más. Ao início, quando estive com esta pessoa, nada fazia prever que tinha este tipo de comportamentos. Estamos a falar de surtos psicóticos", começou por relatar.

"Estamos a falar de pessoas que não sabem lidar com a adversidade e contrariedade e estamos num espaço público e vão para o meio da estrada para se suicidarem. Que quando estamos em casa e não sabem lidar com um não, metem uma faca ao pescoço. E temos de lidar com isso todos os dias. Foram sempre a ele [as tentativas de pôr fim à vida], mas é uma coisa que me aflige", continuou a contar a apresentadora da TVI.

Helena Isabel revelou também ter feito queixa à APAV (Associação de Apoio à Vítima): "Fiz uma queixa à APAV, foram incríveis comigo. Disseram: ‘Helena, o seu caso está em risco máximo’. Marcaram-me logo uma consulta com uma psicóloga em Cascais, à qual eu não fui porque tinha compromissos e fui arrastando a situação. Manteram-se em contacto comigo. Entretanto, voltei para a pessoa e eles [APAV] ficaram alarmados."

Entretanto, José Eduardo Moniz questionou porque Helena Isabel reatou com o agressor: "Toda a gente me faz essa questão. Achamos que a pessoa melhora, que é pontual. Até que no dia 18 de fevereiro de 2018, tínhamos vindo de um jantar onde já tínhamos discutido e nesse dia em que ele cegou, meteu-me no chão e sufocou-me. Só tive tempo de pedir ajuda. No quarto andar ouviram os meus gritos de desespero. Tirou-me o telefone e, entretanto, ligou-me o meu melhor amigo porque lhe tinha enviado uma mensagem e teve uma hora com ele ao telefone. Consigo compreender em parte o facto de o querer acalmar, mas não consigo perceber o facto de essa pessoa me ver a pedir por socorro… Estava assustada e quem me ajudou foi uma pessoa do quarto andar porque fugi de casa."

Depois de algumas esperas à porta de casa, o tormento acabou quando a ex-concorrente da "Casa dos Segredos" apresentou uma carta ao Ministério Público: "Parou porque eu fiz uma carta ao Ministério Público onde propus um acordo. Nem pedia dinheiro. A única coisa que pedia era um pedido de desculpas público e pulseira eletrónica. Soube por ele - porque entretanto íamos falando - que lhe chegou a carta e foi aí que ele parou."

Atualmente, Helena Isabel sente-se mais "liberta", tendo bloqueado o antigo namorado nas redes sociais e estando pronta para viver uma nova fase. 

Mais tarde, nas redes sociais, a jurista aproveitou para fazer, também, uma reflexão sobre este fenómeno que continua a assolar inúmeras famílias portuguesas. 

"Ficou muito por dizer.. É preciso dar novos passos relativamente a este fenómeno! Entre o período em que apresentamos queixa até à decisão do MP nós, as vítimas estamos por nossa conta! São precisas medidas de coação mais gravosas para combater este sentimento de impunidade! É preciso tratar deste flagelo a partir do momento em que se apresenta a queixa!", começou por escrever a ex-concorrente da "Casa dos Segredos".

"A condenação não basta! Todos os arguidos têm que ser tratados! Deveriam de frequentar obrigatoriamente consultas de psiquiatria! A condenação não lhes 'cura' a mente insana! Os surtos psicóticos! Todos os agressores deveriam de ficar com cadastro mesmo quando existe acordo entre ambas as partes", continuou Helena Isabel.

A apresentadora sublinhou, ainda, a forma como as vítimas ficam desprotegidas num quadro de violência doméstica: "As vítimas deveriam de receber igualmente acompanhamento.. porque tantas vítimas quanto eu, continuam emocionalmente ligadas ao agressor.. No amor não há violência, no amor não pode haver violência! Não podem haver faltas de respeito.. mas a esperança que aquele caso seja isolado continua a agarrar-nos aquela pessoa.. Assumo que continuo a travar uma batalha contra mim mesma.. ressaco lhe o cheiro.. Continuo a 'amar' mas com a consciência de que este amor é irracional e inconcebível .. esta consciência já me ajuda a não voltar atrás! Não desistam! Não mostrem medo.."