Nacional

Prof. Doutor João Espírito Santo: afinal, o chocolate é amigo dos dentes?

A 7 de julho, assinalou-se o dia Mundial do Chocolate. Sabia que o chocolate é uma das guloseimas menos carciogénicas? Sim, é verdade.

  • 12 jul, 09:34

O chocolate, dentro das guloseimas preferidas, é um dos mais amigos dos dentes. O facto de ter um sabor que muitos consideram delicioso faz com que seja uma tentação difícil de resistir, até porque provoca uma sensação de bem-estar quando o comemos.

Há uma grande variedade de chocolates disponíveis no mercado, de composição variada, textura, sabor e doçura, com níveis de cacau também variados. Assim, é natural que o potencial cariogénico desses chocolates também varie. Os chocolates com maiores concentrações de cacau são menos carcinogénicos, porque têm menor concentração de açúcar.

O chocolate, sendo uma fonte de açúcares tem sido implicado como mais uma das causas de cárie dentária.

É amplamente aceite que todos os alimentos que contêm "hidratos de carbono fermentáveis" têm o potencial
de contribuir para a formação de cárie. Após o consumo de um produto fermentável, os microrganismos da placa dentária produzem ácidos que levam à diminuição do pH e, consequentemente, à dissolução da estrutura dentária.

Segundo o estudo "Plaque pH and Dental Retention after Consumption of Different Types of Chocolates", foram avaliados o efeito do consumo de diferentes tipos de chocolates no pH da placa e verificar a retenção dentária após o consumo:
- O chocolate preto, contendo alta concentração de cacau e baixa concentração de açúcar, apresentou a menor queda no pH, sendo, por isso, considerado menos acidogénico;
- O chocolate com recheio de caramelo apresentou a queda máxima no pH, pelo que foi considerado o mais acidogénico;
- O chocolate de leite apresentou um declínio gradual do pH de 0 a 10 minutos e, depois, um aumento constante do pH, quando comparado ao chocolate branco e ao chocolate amargo. Conclui-se que o chocolate de leite é mais acidogénico do que o chocolate branco e o chocolate amargo.

Segundo um ensaio in vitro realizado por Arman Sadeghpour, que demonstrou que a Teobromina, propriedade
encontrada no cacau, ajuda a endurecer e a remineralizar o esmalte dentário, deixando os dentes menos suscetíveis à desmineralização. Além disso, a Teobromina aparenta ser menos tóxica do que o flúor, quando usada diariamente, sendo facilmente absorvida e metabolizada pelo nosso corpo.

Para além da Teobromina, o cacau é uma fonte rica de flavonóides com propriedades antioxidantes. O chocolate preto, com mais de 70% de cacau, é a opção mais saudável.

A cariogenicidade relativa aos chocolates depende da sua composição, textura, solubilidade, retenção e capacidade de estimular o fluxo salivar.

Contudo, apesar de o chocolate apresentar benefícios para a saúde , não deve ser consumido todos os dias, mas sim com moderação. O ideal é consumir após as refeições e escovar, de seguida, os dentes. Uma boa
higiene oral fará sempre a diferença. Desta maneira, irá evitar a cárie e outros problemas orais.

Patrocinados