Após enfarte, Iker Casillas integra staff diretivo do FC Porto

com Lusa
Iker Casillas regressa aos treinos
Iker Casillas e Sara Carbonero na Selfie
Iker Casillas já teve alta
Iker Casillas sofre enfarte
Iker Casillas e Sara Carbonero nos Golden Foot Awards

O guarda-redes espanhol Iker Casillas passa a assegurar a ligação entre os jogadores, o treinador e a direção.

"Enquanto recupera do problema de saúde, Iker Casillas vai fazer parte do ‘staff’ diretivo da equipa de futebol do FC Porto. O internacional espanhol passa a assegurar a ligação entre os jogadores, o treinador e a direção, podendo o âmbito da sua ação ser alargado a outras funções dentro do clube", lê-se no sítio oficial dos ‘azuis e brancos’ na Internet.

A 1 de maio, o futebolista sentiu-se mal num treino dos ‘dragões’, que, mais tarde, comunicaram a hospitalização de Casillas e a gravidade da situação, com o jogador a ser sujeito a um cateterismo na sequência de um enfarte agudo do miocárdio.

"Vou fazer algo diferente do que habitualmente fazia, que era estar no terreno de jogo. Vou tentar fazer a ligação entre a equipa e o clube. O ‘mister’ [Sérgio Conceição] falou comigo na época passada quando aconteceu a minha situação e disse-me que queria que ficasse com eles, perto dos jogadores, perto dos jogadores mais novos, porque iriam existir várias mudanças. Vou tentar fazer o possível para ajudar os meus companheiros", disse Casillas, citado pelo FC Porto.

Já como dirigente, o guarda-redes de 38 anos disse que o plantel está a preparar-se para "fazer o melhor possível no início da época".

"Que todos juntos possamos fazer uma grande época e que possamos conquistar o campeonato, as taças e fazer o melhor possível na Europa", rematou o marido de Sara Carbonero.

Recorde-se que Casillas se estreou a titular na equipa principal do Real Madrid há quase 20 anos, em 12 de setembro de 1999, tendo, no seu historial, conquistado pelos merengues três Ligas dos Campeões, cinco campeonatos de Espanha, duas Taças do Rei, um Mundial de clubes, uma Taça Intercontinental, quatro Supertaças de Espanha e uma Supertaça Europeia.

Na seleção espanhola, cuja baliza defendeu em 167 ocasiões, venceu um Mundial e dois Europeus, além de um campeonato do mundo de sub-20, tendo ainda conquistado um campeonato português e uma Supertaça Cândido Oliveira, ao serviço do FC Porto, onde chegou no início da época 2015/16.