Quero é Viver

Sara Barradas faz despedida emotiva: "Fomos a exceção à regra"

Através das redes sociais, a atriz Sara Barradas partilhou um texto emotivo que não deixou os seguidores indiferentes.

Foi esta semana que chegaram ao fim as gravações de "Quero é Viver", uma novela que será inesquecível para Sara Barradas, que integrou o elenco desta história.

No Instagram, a atriz, de 31 anos, deixou uma mensagem emotiva, para se despedir deste projeto. "Foi mesmo especial. Dos mais especiais da minha vida, pelo ambiente que, aqui, se viveu. Qualquer ator sabe como é difícil estar a gravar quase um ano, todos dias, 11 horas por dia, com as mesmas pessoas e não haver problemas, não haver 'tricas', não haver invejas, não haver nenhum 'ovo podre'. É raro acontecer. E aconteceu agora", começou por escrever Sara Barradas, na legenda de uma série de imagens da despedida de "Quero é Viver".

"As pessoas não são máquinas, é importante não esquecer isso, nesta indústria. As pessoas são sensíveis, suscetíveis e particulares. Os atores são-no em dobro, juntando-lhes alguma loucura e bipolaridade, até. Agora, juntem 30 atores diferentes, no mesmo estúdio, durante meses e imaginem o resultado final. Acontece que fomos a exceção à regra", destacou a artista.

De seguida, Sara Barradas deixou uma lista de agradecimentos à equipa técnica: "Quero agradecer à equipa que nos apoiou e aturou! A toda a produção, aos adereços que me alimentaram (muito), aos fotógrafos, aos diretores de fotografia e iluminadores, aos perchistas e operadores de áudio (que tanto sofreram com as 'manas' tagarelas), à figurinista e às assistentes de guarda-roupa (que nos vestem e despem e aturam o nosso bom e mau humor), às maquilhadoras e cabeleireiras (que levaram comigo aos gritos e a encher-lhes a sala de gomas e chocolates), aos operadores e assistentes de câmara, aos primeiros e segundos assistentes de realização (que tanto precisam de filtrar para encarar todas as frentes), às anotadoras, aos diretores de atores (que precisam de grande jogo de cintura e sensibilidade redobrada), aos realizadores (foi fantástico ter podido conhecer novos mas experientes realizadores do país irmão, com visões diferentes. Que fiquem por cá, pois são talentosíssimos), ao nosso coordenador, que, apesar do mau feitio, é um gestor incansável (primeiro a entrar e último a sair) e sensível a diversos fatores, à Helena Amaral [autora da novela], que mais uma história tão bem adaptou e criou e intensamente a viveu connosco, à Plural e à TVI, por mais uma aposta que se baseia no quotidiano português, de forma despretensiosa, sem ser megalómana, com um elenco talentosíssimo de atores e por não esquecer os mais velhos que tanta verdade trazem, tanto ensinam, tanto enriquecem."

Noutra publicação, Sara Barradas prestou uma homenagem aos colegas de elenco, sobretudo às atrizes Fernanda Serrano, Rita Pereira e Joana Seixas, com a partilha de uma série de registos: "Na última foto, estamos tal como começámos - abraçadas -, mas, agora, com uma bagagem cheia de histórias, partilhas, aventuras, gargalhadas e amor. Acabou. Mas nós não acabámos."

Veja, agora, as imagens partilhadas por Sara Barradas, na galeria de fotografias que preparámos para si.

Relacionados