Fátima Lopes: "A fé tem sido uma ajuda muito grande na minha vida"

Fátima Lopes na Selfie
Fátima Lopes: «Gosto muito mais de mim agora»
Fátima Lopes fala sobre novo livro: "É uma partilha sincera, simples e honesta"
Carminho é convidada de Fátima Lopes no "Conta-me Como És"
Fátima Lopes de férias

Foi no blogue "Simply Flow" que Fátima Lopes falou sobre a importância que a Fé tem na vida da apresentadora.

Conhecida por ser devota, o mais recente texto de Fátima Lopes não surpreende os fãs. A apresentadora começou por escrever as seguintes palavras: "Considero que, tal como cada pessoa é única, também cada um de nós tem a sua própria fé e a sua própria espiritualidade. Trata-se de algo bastante individual, íntimo e que deve ser respeitado, independentemente de qual for a espiritualidade de cada um. Há quem afirme com toda a certeza: “Eu não tenho fé”, e isso é tão digno de respeito quanto a pessoa que tem uma fé inabalável."

Mais à frente, Fátima Lopes falou sobre o seio familiar em que cresceu e a principal fonte da sua Fé: "Nasci numa família onde a fé sempre foi muito falada e cultivada. Talvez por isso, me cause estranheza ouvir tal afirmação. Sempre fui ensinada a perceber que a fé é uma força imensa e gigante que temos dentro de nós. E somos nós que a cuidamos, alimentamos e reforçamos. Sinto a fé como uma candeia permanentemente acesa, que, por mais ventos e marés que passem na minha vida, mantém-se com a mesma força. É algo tão forte e tão belo, que é difícil de descrever.

"A minha fé não é apenas uma fé ligada à religião católica, ou seja, aquela que aprendi com os ensinamentos da igreja católica – fé em Deus, em Cristo e na Nossa Senhora. É uma fé alargada, que abarca o ser humano. Uma fé em nós, nas nossas potencialidades e capacidades, nos recursos que Deus nos deu para existirmos à Sua semelhança e conseguirmos seguir os seus passos. Esta é a minha fé", acrescentou.

"Há sempre uma razão para que esta peça encaixe naquela. Há sempre uma razão para que este caminho se cruze com o outro. Há sempre uma razão para que nos aconteça esta ou aquela situação porque, mais tarde, vamos perceber que, nas mais diversas ligações, existe uma espiritualidade que atravessa a nossa vida. E, isso é algo ainda mais profundo [...]", continuou.

"[...] A minha fé tem sido uma ajuda muito grande na minha vida. Nos momentos em que sinto maior fragilidade ou que estou a atravessar alguma dificuldade, tenho sempre tanta, mas tanta fé. Fé em mim. Fé nos outros. Fé nas forças divinas, que eu sei que fazem uma orquestração perfeita das nossas vidas. Por tudo isto é-me impossível pensar que o que vivo e sinto, não tem um propósito. Acredito infinitamente em mim, nos outros e nas forças divinas, que de uma forma perfeita, conseguem uma orquestração perfeita. O Universo, com “pinças”,  dá toques na nossa vida para que ela siga um rumo com propósito", concluiu.