Cláudio Ramos reage à última gala do "Big Brother" : "Sou o maior crítico do meu trabalho"

Os looks de Cláudio Ramos no "Big Brother"
A divertida imitação de Rita Pereira que até o próprio Cláudio Ramos aplaudiu
Recorde o vídeo de apresentação de Cláudio Ramos no "Big Brother", há 18 anos
Cláudio Ramos na gala do "Big Brother"
Acompanhámos um dia de trabalho de Cláudio Ramos

Como já é habitual, no rescaldo da gala do "Big Brother", Cláudio Ramos recorreu às redes sociais, para falar sobre o desafio que tem em mãos.

"Já a madrugada tinha entrado, as luzes estavam desligadas, já não estava ninguém no cenário, e, antes de subir para o camarim, fiquei sozinho comigo e com o meu silêncio. Preciso muito do silêncio para me voltar a sentir e a centrar. Um programa destes é um ‘organismo vivo’, enquanto está no ar. Tudo muda, de repente. É maravilhoso de fazer e, muitas vezes, difícil de gerir. Durante as horas que estou no cenário, sinto-me quase a levitar de tanta satisfação que tenho", começou por escrever.

"Quando acaba, fica um vazio grande, que é urgente arrumar, antes de outra reunião. Antes de se perceber o que correu bem e o que podia ter corrido melhor. Sou sempre o maior crítico do meu trabalho. Não sou dos que acha que ‘está feito! Está feito!’. Nada disso", continuou Cláudio Ramos.

"Escuto todos e discuto ponto de vista com todos. Apesar de gostar da solidão e do silêncio, [...] a televisão faz-se de barulho e gente. De gente que se ampara uma à outra para que tudo acabe perfeito. A televisão somos sempre ‘nós’, nunca apenas eu! Nós, equipa. Vocês, espetadores. Eu? Sou só um privilegiado por aqui estar", terminou.

Recorde-se que, no passado domingo, dia 28, viveram-se fortes emoções no estúdio do "Big Brother". Daniel Monteiro foi expulso, Sónia desistiu do concurso, Diogo foi nomeado líder, 'Pipoca Mais Doce' não falhou nos comentários a que já nos habituou, entre muitos outros momentos.