João Baião em lágrimas com homenagem de Cristina Ferreira: "Terás sempre as minhas mãos abertas para ti"

João Baião na SELFIE
Cristina Ferreira na Selfie
Cristina Ferreira, de férias, na Suíça
Cristina Ferreira de regresso às Maldivas
Cristina Ferreira e Manuel Luís Goucha almoçam juntos

Numa participação de João Baião, no "Programa da Cristina", Cristina Ferreira aproveitou para elogiar o talento e a humildade do ator.

O apresentador e ator acabou em lágrimas ao ouvir as palavras de Cristina Ferreira. 

"É de uma humildade tremenda aquilo que tens feito nos últimos tempos, aqui na minha casa. Tu levas muitos anos disto, João, e tu entras aqui só por um boneco, só para dizer umas coisas", começou por dizer a apresentadora, que não resistiu a dar a mão ao colega, mesmo com as medidas de distanciamento social em vigor.

Emocionado, João Baião, que estava vestido como a personagem Dona Odete, agradeceu: "É com todo o gosto…".

Cristina Ferreira reforçou, então, a mensagem, elogiando a humildade do ator. "Eu sei que é com todo o gosto, mas isso é de uma generosidade que é muito rara em quem cá anda há 40 anos a fazer isto. És mesmo dos muito bons e eu espero que este país continue sempre a aplaudir-te da maneira que tu mereces. És mesmo mesmo das melhores pessoas que eu já conheci e eu, para sempre, irei ter estes mãos dadas contigo", rematou a apresentadora.

Mais tarde, nas redes sociais, João Baião partilhou uma imagem do momento e escreveu uma mensagem especial para Cristina Ferreira. "Hoje fui surpreendido pela Cristina, fugindo ao nosso guião, que nunca temos, quando assistia, emocionado, às reportagens sobre a solidão na terceira idade, a solidão que também esta quarentena provocou. Muito obrigado pelas tuas palavras, 'despiste-me' completamente, saiu a D. Odete e fiquei eu a receber o teu amor", confidenciou o, também, apresentador, antes de frisar: "Já te disse, querida Cristina, e repito aqui, publicamente, que é maravilhoso poder ter estes momentos contigo e com a tua maravilhosa equipa. Não há 'papéis' pequenos, mas sim amor pelo que faço, com quem faço e com quem aprendo sempre, respeitando muito quem está do outro lado, seja em televisão ou no teatro, o público! Hoje, demos as mãos e terás sempre as palmas das minhas abertas para ti."