As imagens do acidente do marido da rainha Isabel II: "Tinha o sangue do príncipe nas minhas mãos"

Príncipe Philip sofre acidente de automóvel
Príncipe Philip sofre acidente de automóvel

O marido da rainha Isabel II sofreu um acidente de automóvel perto de Sandringham.

Apesar de o Palácio de Buckingham ter comunicado que "o Duque não ficou ferido", sabe-se agora que o príncipe Philip, de 97 anos, pode ter sofrido lesões mais graves, na sequência do acidente que aconteceu perto da residência privada da monarca britânica, em Norfolk, onde o casal tem permanecido desde a quadra natalícia.

O príncipe consorte conduzia um Range Rover, que embateu contra um carro com duas mulheres e um bebé a bordo, e terá capotado, na quinta-feira, dia 17.

Segundo o correspondente real da BBC, Nicholas Witchell, foi ajudado a sair do carro por testemunhas que se encontravam no local e estava consciente, apesar de estar "a tremer e bastante abalado", tendo sido, depois, assistido por um médico já em casa.

Roy Warne, de 75 anos, uma das testemunhas do acidente, foi quem puxou o príncipe de dentro do carro capotado e relatou ao The Sun o que viu. "Olhei para baixo e tinha o sangue do príncipe nas minhas mãos. Só conseguia pensar, ainda bem que não há mais", contou o homem, que descreveu, ainda, o estado em que ficou o marido da rainha Isabel II: "Philip gritava 'As minhas pernas! Onde é que ponho as pernas?'".

O príncipe Philip terá perdido o controlo depois de ter ficado encadeado com o sol. "Ele estava desorientado. Penso que lamenta muito o que aconteceu", contou ainda Warne ao jornal britânico.

Recorde-se que o Duque de Edimburgo se afastou da vida pública em agosto de 2017, depois de realizar o último dos 22.219 compromissos oficiais desde a subida de Isabel II ao trono, em 1952. Em abril do ano passado, o príncipe Philip foi submetido a uma cirurgia à anca, que não o impediu de assistir ao casamento real do neto Harry e Meghan Markle.