Marido da rainha Isabel II volta a conduzir dois dias depois do acidente

Príncipe Philip sofre acidente de automóvel
Príncipe Philip sofre acidente de automóvel

Apenas dois dias após ter sofrido um aparatoso acidente automóvel, o príncipe Philip voltou a conduzir.

O duque de Edimburgo, de 97 anos, sofreu um aparatoso acidente na passada quinta-feira, 17 de janeiro, mas parece não ter ficado com sequelas do capotamento.

No sábado, o príncipe Philip já estava de novo ao volante de um novo Land Rover.
No acidente ocorrido perto da propriedade da família real Sandringham, foram envolvidas mais duas mulheres e um bebé que seguiam na viatura contra a qual o avô de William e Harry chocou. 

Apesar de o Palácio de Buckingham ter comunicado que "o Duque não ficou ferido", sabe-se agora que o príncipe Philip, de 97 anos, pode ter sofrido lesões mais graves, na sequência do acidente que aconteceu perto da residência privada da monarca britânica, em Norfolk, onde o casal tem permanecido desde a quadra natalícia.

Segundo o correspondente real da BBC, Nicholas Witchell, foi ajudado a sair do carro por testemunhas que se encontravam no local e estava consciente, apesar de estar "a tremer e bastante abalado", tendo sido, depois, assistido por um médico já em casa.

O regresso do marido da rainha Isabel II surge depois de muitos dos seus próximos terem levantado a possibilidade de a idade avançada já não ser compatível com a prática da condução. 

Recorde-se que o Duque de Edimburgo se afastou da vida pública em agosto de 2017, depois de realizar o último dos 22.219 compromissos oficiais desde a subida de Isabel II ao trono, em 1952. Em abril do ano passado, o príncipe Philip foi submetido a uma cirurgia à anca, que não o impediu de assistir ao casamento real do neto Harry e Meghan Markle.