Meghan Markle quebra mais uma regra real na sala de parto

Meghan Markle gasta sete vezes mais em roupa durante a gravidez do que Kate Middleton
Príncipe Harry e Meghan Markle fazem escapadinha romântica antes do bebé nascer
Estará Meghan Markle à espera de uma menina? Príncipe Harry já aprende ballet
Meghan Markle e príncipe Harry criam página oficial no Instagram
Rainha Isabel II trata Meghan Markle e Kate Middleton de forma diferente?

Desde o anúncio da gravidez de Meghan Markle, têm sido várias as quebras no protocolo por parte da ex-atriz, que agora resolveu dispensar a equipa médica real na hora do parto.

Meghan Markle está a poucos dias de ser mãe pela primeira vez, mas as decisões que tem tomado em relação ao nascimento do bebé real estão a revelar-se uma dor de cabeça para o Palácio de Kensington. 

Depois de a duquesa de Sussex ter decidido ter o filho num outro hospital que não o Hospital St. Mary's, em Paddington, onde a cunhada Kate Middleton e a sogra, a Princesa Diana, deram à luz, Meghan Markle terá agora dispensado a equipa médica escolhida pelo Palácio de Kensington.

A mulher do Príncipe Harry terá mesmo dispensado os dois ginecologistas que trabalharam no nascimento dos filhos de Kate Middleton, exigindo que fosse uma mulher a estar consigo no momento do nascimento.

"A Meghan disse que não queria homens na sala de parto. Foi bastante inflexível ao dizer que queria as suas próprias pessoas", revelou uma fonte do palácio, citada pela imprensa internacional.

O bebé de Harry e Meghan nascerá com o auxílio de uma parteira, acompanhada por uma doula, algo inédito na família real.

Será a doula a apoiar Meghan Markle nos primeiros meses após o parto, depois de todo o acompanhamento que tem feito à duquesa de Sussex desde o início da gestação.