A explicação de José Castelo Branco após ser detido no aeroporto: "Só me fui perfumar!"

A explicação de José Castelo Branco após ser detido no aeroporto: "Só me fui perfumar!"
José Castelo Branco detido no aeroporto de Lisboa: "Estou a passar por ladra"
José Castelo Branco na Selfie
José Castelo Branco lança novo videoclipe
O estilo de vida exuberante de José Castelo Branco em Nova Iorque

Após ter publicado doiis vídeos em que revelava que tinha sido detido, no aeroporto de Lisboa, acusado de roubo, José Castelo Branco veio, agora, explicar o que aconteceu.

José Castelo Branco reagiu às acusações de que terá furtado um perfume, numa das lojas do aeroporto de Lisboa, e garante que tudo não passou de um mal entendido.

"Eu tenho de explicar o que é que aconteceu. Eu próprio estou sem perceber realmente a situação. A única coisa que sei é que não me deixaram embarcar, passei por ladra, sem ser ladra", começou por dizer o marchand d'art num novo vídeo publicado no Instagram.

"Fui comprar cigarros, vinha na minha cadeira de rodas, acompanhado, e de repente, depois de comprar os cigarros, vi o balcão de todas as perfumarias e fui lá para pôr perfume e disse à menina: 'Por amor de Deus, dê-me o Absolutely Blooming [da Dior] - que é o perfume que uso atualmente - para eu me perfumar. Não vou comprar, só venho pagar os cigarros", continuou a explicar José Castelo Branco. Algo que mereceu algumas críticas dos seguidores, que questionaram o porquê de este se deslocar numa cadeira de rodas no aeroporto, uma vez que não tem qualquer problema de saúde.

José Castelo Branco prossegue na explicação e relata o que aconteceu a seguir: "Ela entrega-me o frasco para a mão e, depois, não me perguntem mais nada que eu próprio não sei. Sei que saí a correr, porque ela mandou-nos pagar no cu de judas. Entretanto, vem uma senhora que diz: 'que disparate é esse, vai pagar mesmo ali ao lado, é ao lado da Dior, é na Chanel que se paga, tem uma caixa lá'. Fui lá, paguei os cigarros e vinha-me embora. Ela não me disse rigorosamente nada, não disse que me tinha enganado, nada, porque eu nem sabia. E, de repente, aparece-me um guarda e foi esta tragédia. Isto é pior que 'A Tragédia da Rua das Flores'. Enfim, Eça de Queiroz, por alguma razão, escreveu a tragédia. Eu sou a verdadeira 'drama queen'... aqui estou".

No final, lamentou: "Não embarquei e a minha Betty à minha espera". 

Poucos minuto depois, acrescentou: "Poupem-me!!! Minimamente! Só me fui perfumar! Tudo isto é ridículo."

Veja, agora, o vídeo com as explicações de José Castelo Branco.