Maria Vieira arrasa Marcelo Rebelo de Sousa: "Tem os dias contados"

Maria Vieira na Selfie

A atriz fez duras críticas ao Presidente da República.

Maria Vieira voltou a lançar críticas no Facebook e, desta vez, o alvo é o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

Num post publicado nesta sexta-feira, dia 9, a atriz defende que Marcelo Rebelo de Sousa é "o presidente mais populista da história da república portuguesa": "Marcelo Rebelo de Sousa, o presidente mais populista da história da república portuguesa, que passa o tempo a beijar velhinhas nas feiras, a oscular criancinhas nas ruas, a fazer 'selfies' com tudo aquilo que mexe e a aparecer semi-nu em praias públicas, vem agora (pela enésima vez) exortar os portugueses a 'despertarem' e a 'agirem' contra populismos, ou seja, vem alertar os portugueses a despertarem e a agirem contra... ele próprio!!!", exclama Maria Vieira.

A atriz continua: "O Marcelo Rebelo de Sousa está preocupado com as ondas de democracia, de liberdade e de revolta que estão a submergir a Europa e a varrer o socialismo, o globalismo, o multiculturalismo e a imigração ilegal do nosso Velho Continente, está desesperado com as democracias eleitas pelos povos da Hungria, da Itália, da Polónia, da Áustria, da Croácia, da Bulgária e da Roménia, está aflito com o êxito de Trump nos EUA, está amedrontado com a memorável eleição de Bolsonaro no Brasil."

Maria Vieira acredita ainda que Marcelo Rebelo de Sousa não voltará a ser eleito Presidente da República: "Ele está vendo que o tempo dele e o tempo deste governo de Esquerda, um governo incompetente e mentiroso que ele vem trazendo ao colo em Portugal, tem os dias contados, que está próximo do inevitável fim preconizado pelo colapso económico que se anuncia e consequentemente que o populismo ridículo e o exibicionismo que caracterizam o seu mandato está a 'despertar' os portugueses e a fazê-los 'agir' no sentido de não o voltarem a eleger a ele nem ao governo socialista de que ele tanto gosta."

A atriz conclui, afirmando que sempre que ouve ou vê o Presidente da República fica com a pele arrepiada.